domingo, 6 de abril de 2014

O CAPATAZ ME PEGOU DANDO O CU E EU ME TORNEI SUA PUTINHA NO MATO



Olá! Meu nome é José Orlando, estou enviando este conto pra vocês isso aconteceu quando ainda era criança e tinha acabado de comer as cabritas e mulas do meu avô e ser pego dando para uma amigo no canavial que foi assim...


Eu, moleque de 14 anos estava de férias na fazenda da minha tia e um rapaz estava la também passando férias. Ele era amigo de minha tia, ele me tentou me comer a noite mas fiquei com medo, dai marquei no canavial no dia seguinte. Naquela noite bati uma para ele. O nome dele era Rui, tinha 18 anos já um homem...

No outro dia a tarde fomos no canavial, como marcado Rui parecia ser um tarado, logo tirou o pau para fora e dizia pra mim:


_Bate uma cara sei que gosta!

Meio sem jeito toquei naquele cacete enorme que pulsava as veias, mal cabia em minhas mãos, Rui, um puto descolado pedia para eu chupar:

_ E ai vai cara faz como as putas, chupa! Elas coloca tudo na boca...

Comecei a passar a língua na cabeça, ele forçava eu chupar, era um gosto esquisito. Eu lambia mas não conseguia colocar todo na boca, apesar do meu bocão. 

Ele cansou de tentar colocar na minha boca, e disse a mim:

_Você tá de brincadeira, então desce essa calça que eu vou te mostrar o que é um macho!

Eu desci minhas calças, ele me pos de quatro, lambuzou meu cusinho semi-virgem. Me deu um grilo no cu e estocou o dedo. Começou com um dedinho bem devagarinho, e ai eu começei a gemer muito. Fazia massagem, era uma sensação gostosa, enfiou mais um dedo, ardia para caceta. Ele disse:

Acho que agora você está pronto para o sexo, está pronto pra ser minha putinha. Esta pronto para receber o Juninho. Só que Juninho era seu pauzão. Pincelou com a cabeça a porta de meu anus e foi enterrando aos poucos. Senti uma dor agradável, meio ardida meio sufocante, mas ele foi socando bem devagar ele sabia comer um rabo. Ele escorregava o pau com maestria ia até o saco e voltava, eu sentia suas bolas em minha bunda, ele já estava para gozar quando...

Apareceu um capataz da fazenda e nos viu, ele se vestiu entrou no meio do canavial e sumiu feito um raio.

Eu fiquei ali, o sr José, o capataz desceu do cavalo me deu uma bronca um tapa na orelha que fiquei surdo na hora, ele dizia sua mariquinha, gosta de macho, vou contar para seu tio e seu pai, eu dizia por favor Seu José não conta meu pai vai arrancar o coro. O coroa parou, ficou pensando enquanto eu tinha vontade de chorar. Ele disse:


_ Só fico calado se você fizer comigo também, dai eu não conto.

Eu claro aceitei, ele era um morenão suculento, macho pra caralho, e se fosse pra dar a alguém ali naquela fazendo, daria pra ele... Seu José tirou o pau para fora, eu fui logo pegando para me salvar-me da surra. Batia punheta no coroa, pau de cor chocolate, grosso cabeçudo. Ele dizia chupa minha burrinha. Eu coloquei na boca e nem pensei duas vezes, comecei a sugar aquele cacetão, o coroa ficava doido suspirava e dizia:

_Que putinha você saiu em? Deita ai vou te enrabar!

Deitei, ele cuspiu na cabeça do pau e dizia abre este bundão, vou te fazer uma puta. Eu abri o mais que pude e ajeitei a cabeçona na direção, ele enfiou de uma vez, eu quase desmaiei. Era tanta dor, pois ele tinha enterrado de uma só vez. Ainda dava uns tapas em minha bunda e na cara, socava com força, até que me acostumei e me soltei com aquela tora dentro de mim, ele tirava escapava para fora e me alargava novamente, até que senti sua porra me invadindo por dentro ele urrava feito um jumento.

Ele gozou bem vagarosamente dentro de mim. Terminou e me virou, ele meteu o cacete gozando na minha boca e ficamos ali naquele chão nos abraçando. Até que ele me beijou e avisou que a partir daquele dia eu seria sua amante.

Cheguei na casa de minha tia cansado, o fujão rui disse que ia embora, pois estava com medo do seu José capataz abriu o jogo e ele se ferrar. Eu disse a ele que não ia contar nada a ninguém. Ele ficou mais uns dias e fodemos algumas noites e durante o dia eu saia com seu José sempre que ele queria para ser sua putinha dentro do mato.


Até hoje senti falta do seu José, queria muito um moreno pra me fuder ainda hoje!

Até mais!

Foto: Ilustrativa
Meu Zap - (83) 99981-6664 - contosdebanana@gmail.com

segunda-feira, 24 de março de 2014

TAXISTA PARRUDO ME COMEU

Amarrei os sapatos, coloquei algumas roupas na mochila e saí. Ainda com lágrimas nos olhos e rancor no peito.

Ora, dezenove anos já não é mais idade para fugir de casa. Estou querendo chamar à atenção de quem? –Esses eram os meus pensamentos enquanto caminhava ainda pela rua de casa. Contudo, resolvi seguir em frente. Qualquer lugar era melhor que o meu próprio lar.

Chegando mais ou menos perto do centro, resolvi tomar um táxi e, pedi para que o taxista me levasse para uma cidade (não quero citar) que, ficava uma hora da minha.

-Está fugindo?

Perguntou ele.

“como é que é?! Sou tão óbvio assim?”

Pensei.

- Não, apenas vou visitar um amigo.

Respondi e não disse mais nada.

Taxistas são ótimos psicólogos, ouvem as mais diversas histórias, sei que ele iria me aconselhar muito bem, mas não queria ouvir nada de ninguém no momento. Cheguei à cidade por volta das quatro horas da manhã e, o motorista não queria me deixar na rua, disse que era perigoso.

- Você está sendo muito abusivo, me deixe sair!

Exclamei.

- Não, definitivamente você não está em condições de sair sozinho por ai. Quero te ajudar, vamos conversar, fica no carro.

- Ok, tudo bem.

Aceitei, já que não tinha pra onde ir.

- O que houve? Brigou em casa rapaz?

Disse ele meio que sorrindo.

- Não tem graça.

Respondi.

- Ora, isso é bem normal cara, quando tinha sua idade também fiz isso. Mas você precisa ter mais juízo. Sair as quatro da madrugada por uma rodovia não irá te levara lugar nenhum.

“Pronto, agora um taxista está me dando lição de moral, é demais pra mim, já chega”

Pensei.

- Ok, agora me deixe ir, preciso ir e, você precisa trabalhar, afinal, já está tarde, não tem mulher?

- Claro que tenho mulher, tenho trinta e dois anos, sou um homem de verdade. Talvez, seja isso que você está precisando. Um homem.

Fiquei boquiaberto com a atitude do motorista. Ele era alto, tinha olhos verdes e cabelos pretos um pouco curtos, era parrudo e, tinha dentes lindos, mas nem tinha pensando nisso naquele momento. Ri meio sem jeito, até que o taxista era atraente, mas com toda a confusão da minha mente ainda nem tinha reparado.

- E aí, vamos pra um lugar mais gostoso que esse taxi?

Perguntou ele.

- Pra onde?

Perguntei em seguida.

- Deixa que eu te levo, pula aqui pra frente rapaz.

Passei para o banco da frente, naquele momento fiquei com muito tesão. Nem me lembrava da briga que tive em casa mais cedo. Quando tenho tesão sinto frio. Comecei a bater os dentes, percebendo meu nervosismo e frio ele pegou minha mão e colocou dentro de sua calça. Senti uma coisa enorme e grossa pulsando.

- Que delicia!

Exclamei.

- Gostou né putinha? São 21 centímetros e é super grosso também, vou deixar você calminho essa noite, vai até voltar pra casa.

Comecei a rir, ele era gostoso e engraçado.

O taxista tirou o pênis para fora da calça e, eu comecei a chapa-lo ali mesmo. Aquele pênis gigante nem cabia na minha boca. Comecei a bombar com as mãos e chupar toda a cabeça vermelha daquele parrudo maduro. Seu saco também era delicioso e grande, chupei tudo com vontade, em poucos minutos aquele pau estava todo melado.

- Que tesão moleque!

Disse ele

- Tá gostando safado? Vou mamar a noite toda.

Mais uns minutos e chegamos em um motel. Entrando no quarto ele começou a me beijar e me jogou na cama.

-Você é lindo garoto, adoro menininhos como você. Quero que sinta meu pau todinho.

Disse ele sussurrando no meu ouvido

Eu já estava louco de tesão, então tirei toda minha roupa e fui tirando a dele. Ele tinha o peito todo peludo, barba por fazer e, tudo isso passando pelo meu corpo liso me deixava louco. Sentei na cama e ele ficou em pé, para que eu chupasse um pouco mais aquele pau gostoso. – Ele grudou no meu cabelo e socou toda aquela pica na minha boca, quase engasguei, mas gostei muito da agressividade. Depois o taxista me colocou de quatro e meteu a língua no meu cuzinho, senti aquela barba na minha bunda e gemi de prazer.

- Que bundinha gostosa. Quero todo dia pra mim.

Disse ele

- É toda sua, seu gostoso, me come vai!

Praticamente implorei pra ele me comer, já não aguentava mais de tanta vontade.

- Quer pica é? Então vai ter.

Em seguida, ele cuspiu no meu cu e, foi colocando a cabeça enorme, comecei a gemer. Depois, ele o enfiou totalmente e começou a socar forte. Gemi feito uma cadela, enquanto ele socava forte, puxava meu cabelo e batia na minha bunda. Depois de quase dez minutos me comendo sem parar ele senta na cama e pede pra eu sentar nele.

Sentei de frente pra ele, o beijei bem gostoso, passei a mão naquele peito peludo e comecei a quicar rebolando. Era uma delicia sentir aquele pau enorme dentro de mim. Mais gostoso ainda era ouvir o seu gemido grave, aquela voz de macho no meu ouvido. Enquanto ele me comia, arranhava as costas dele de tanto tesão, ele me enchia de chupões por todo o corpo.

Para finalizar o sexo ele me colocou de ladinho, começou a passar aquela barba no meu pescoço, passar o peito peludo nas minhas costas e enfiou aquele caralho gigante no meu cu. Gemi gostoso e ele socava cada vez mais rápido, senti aquele homem todo soado comendo meu cuzinho. Senti aquele pau inchando dentro de mim e ele disse.

- Vou gozar.

Então tirou o pau pra fora e começou a bater uma punheta pra ele e pra mim simultaneamente com o pau colado no meu. Gozamos um no outro quase na mesma hora, depois fomos pro banho, beijamo-nos gostoso e ele me deixou em casa dizendo que, quando eu quisesse fugir de novo era só telefonar. Antes que eu saísse do táxi, ele ainda pegou no meu pau, me chupou e me fez chupa-lo de novo. Chupei com gosto aquele gigante, o taxista gozou na minha boca e, eu engoli aquela porra de macho deliciosa. Depois entrei em casa com o seu cartão de visita.

UMA TRANSA GOSTOSA COM O MOTORISTA QUE COMEU MEU CU e MINHA BUNDINHA




Este conto aconteceu a um tempo atras já na epoca eu Trabalhava numa loja, sou encarregado do recebimento de mercadorias. Casado com mulher, já tinha tido experiencia homo, mas por ser casado nunca tive coragem de procurar alguém, foi um caso que aconteceu um pouco depois de casado. 

Estávamos precisando urgente de um produto, e o comprador conseguiu com o fornecedor uma entrega urgente, mas por causa da demanda, teria que ser talvez um pouco mais tarde do expediente. Disse que poderia ficar para receber sem problema algum e no mesmo dia, um pouco antes do expediente terminar encosta uma perua com o pedido.

Não pude deixar de reparar no motorista que veio só, moreno, uns 30 anos, forte, mais de 1,80 de altura, bonitão... Não pude deixar de reparar também no volume que tinha dentro da calça, uma calça da empresa apertada, parecia mesmo ser algo bem grande. 

Rapidamente ele descarregou a mercadoria, e nessa altura do campeonato o pessoal da seção já tinha ido embora, ficamos somente eu e ele. Tudo certo, ele pediu para que mostrasse onde era o banheiro, pois tava apertado. 

Mostrei e por coincidência a porta era próxima a minha mesa. Sentei para arrumar minhas coisas e vi que ele deixou a porta aberta, e a curiosidade me forçou a procurar ver o pau dele enquanto urinava. 


Nunca tinha visto um pau daquele tamanho, retinho, cabeçudo, e enquanto ele fazia ali suas necessidades, virou o rosto e viu que eu olhava como que se quisesse agarrar aquilo. Na hora, vi seu pau começar a crescer, o que já era grande ficou enorme. 

Começou a chacoalhar como que se estivesse terminando o serviço e virou pra mim, chacoalhando aquela rola maravilhosa, que já tava dura como um ferro. Com um gesto com a cabeça, me chamou para entrar no banheiro, meio com vergonha e preocupado se alguém fosse chegar, quase desisti da ideia, mas o tesão falou mais alto. 

Entrando no banheiro ele me perguntou, gostou? Disse que sim, então ele colocou a mão atrás da minha cabeça forçando para que eu abaixasse e já caí de boca chupando aquela rola maravilhosa. Era tão grosso que mal cabia na minha boca, e não conseguia engolir um pouco mais que a cabeça, de tão grande que era, mesmo assim fiquei por um bom tempo chupando aquele pau duraço. 


De repente ele me ergueu e me virou de costas, pediu para baixar minhas calças que eu iria sentir meu rabo abrir como nunca, e ele tava afim de encher ele de leite. Mal desci a calça, e ele me empurrou colocando minha bundinha branca a sua disposição. 


Começou a esfregar o dedo na portinha, enfiando e tirando, colocando muita saliva pra dar uma laceada, quando tirou o dedo e encostou aquele pau delicioso. Na hora fiquei apavorado, ele começou a forçar e doía como nunca, parecia que tava sendo arrombado, quando entrou tudo. 


Ele claro notou a dificuldade, e começou a meter devagarinho, entrando cm por cm... Quando já tava tudo dentro, começou a me chamar de sua putinha, pedia para que eu rebolasse gostoso que ele ia me encher de porra. 


Já não sabia mais o que era dor e prazer, enquanto ele metia bem gostoso, meu pau que já estava estourando também começou a pingar, tamanho era meu tesão, quando ele anunciou que ia gozar. 


Nossa, senti a porra dele jorrar dentro de mim, me esquentando por todo por dentro. Ele ficou com seu pau dentro de mim por um tempo ainda, e eu sentindo os jatos quentes, espessos. Quando tirou, a porra escorria por minhas coxas chegando até os pés, nunca tinha visto alguém gozar tanto, fiquei com o rabo todo dolorido, mas o tesão era tanto, que esquecia da dor. 


Se limpou e saindo rápido disse que quando soubesse de outra entrega na empresa ele seria o primeiro a pedir para entregar e de preferencia no mesmo horário, pois queria me foder muito mais ainda e que não tinha comido um cuzinho tão gostoso e sem reclamar do tamanho do seu pau. 


Não vejo a hora do meu entregador aparecer, to torcendo para a empresa precisar da mercadoria, e eu curtir a "mercadoria" dele.ele deixou eu tiras 4 fots so esta ai blz espero que goste e quem estive afim de um passivo mim procura ai.


Entre em contato - zap: (83) 99981-6664 - contosdebanana@gmail.com

terça-feira, 18 de março de 2014

FUDENDO COM O POLICIAL MACHÃO E GOSTOSO

Minha cidade é bem tranquila de andar na madrugada e foi numa dessas madrugadas que eu estava fazendo um trabalho muito chato e difícil da faculdade que rolou tudo. Já eram 2:20 da manhã e eu já estava cansado, resolvi que ia dar uma volta na rua pra dar uma espairecida.


Estava caminhando e passou por mim uma viatura e como eu estava sem óculos não enxerguei direito quem estava nela, o que achei estranho pois normalmente são dois policiais por ronda mas tudo bem. Continuei a minha caminhada e depois de um tempo parei na esquina da minha rua e fiquei sentado embaixo de uma árvore. E a viatura passou de novo falei com o policial e ele continuou, quando eu já estava retornando para a minha casa vejo a viatura vindo em minha direção só que com as luzes apagadas. Ele estacionou a viatura em frente a minha casa e perguntou o que eu estava fazendo na rua aquela hora. Disse que estava com estafa de estar fazendo um trabalho muito chato e difícil da faculdade e precisava dar uma caminhada.

Ele chegou mais perto, aí eu pude velo melhor e achei um lindo e gostoso e do jeito que eu curto. Alto por volta de 1,87, branco, cabelos raspados e loiros e com olhos cor de mel. Pediu educadamente que eu me encostasse na parede pois teria que me revistar, pois é de praxe caso encontre alguém sozinho na rua a essa hora. Falei que tudo bem e fiz o que foi pedido, mas estava com o pau meio bomba. Ele começou passando a mão nas minhas axilas e desceu para a cintura e esbarrou no meu pau, que estava pro lado e um pouco pra cima e com isso meu pau logo deu sinal de vida, aí ele foi e passou as mão na minha perna e foi subindo e quando chegou na minha bunda ele deu uma apertadinha. E eu dei um risinho. Pois já sabia o que ia rolar. Ele pediu que eu virasse, quando virei ele logo bateu o olho no meu pau, que estava bem evidente e deu um sorrisinho safado e voltou a me revistar. Primeiro passou a mão no meu peito e foi descendo, passou a mão na minha barriga e desceu para a minha canela e foi subindo, na minha coxa e foi e passou a mão no meu saco e pau e perguntou o que era aquilo ali. Disse que não sabia aí ele disse que ia ter que averiguar pois poderia ser uma arma que eu estava escondendo. Nisso ele já mordeu minha pica por cima da calça e eu dei aquele gemido, ele deu uma risadinha safada e abriu minha calça e na mesma hora que abaixou minha pica bateu na cara dele, ele ainda disse quer dizer que vc está guardando uma arma branca nas calças. Disse que estava pois já tinha nascido comigo. Ele de repente caiu de boca e começou a pagar um boquete ali mesmo na rua. Aí na hora eu mandei ele tirar da boca e batia com minha pica na cara dele e falava: Então quer dizer que o policial gosta de chupar uma pica, é putinha? Gosta de levar pirocada? E ele só concordando. Mandei ele me responder o macho direito e dei um tapa na cara dele. Ele se assustou e logo entrou no clima e disse que sim senhor. Falei que eu estava sozinho em casa pra ele entrar, ele disse que não podia.

Dei outro tapa na cara dele e disse que eu não estava perguntando e sim mandando minha puta entrar pra eu comer ela. Assim que entramos na minha casa já agarrei ele e dei um beijo naquela boquinha vermelha. nisso ele tirou minha camisa e eu o meu tênis e minha calça.Quando olhei pra ele e vi que ele ia começar a tirar a farda mandei ele parar que hj ele ia dar o cuzinho fardado. Nisso ele foi falar que não podia e antes dele terminar dei outro tapa na cara dele e disse que puta minha não decide nada. Mandei aquele homenzarrão ficar de quatro e me chupar enquanto eu estava sentado na cadeira. Porra, que boca aquele homem tinha. Quando estava quase gozando mandei ele parar e mandei ele ficar de pé que queria ver aquela bundinha dele. Ele tirou o cinto e quando vi aquela bundinha branca cai de boca sem pensar duas vezes. quando estava bem molhadinha mandei ele colocar a camisinha na minha pica e encostei a cabeça no cuzinho dele. Fiquei passando devagar e quando a cabeça entrou ele pediu pra esperar um pouco, foi o que fiz e nisso comecei a beijar aquela boquinha vermelha como uma maçã. Quando ele começou a dar aquela reboladinhas enfiei a pica de uma vez só e ele deu um grito pedindo pra tirar que estava doendo muito. Falei pra ele calar a boca que daqui a pouco parava, continuei beijando ele e em pouco tempo ele já estava de pau duro e rebolando na minha pica. Aí não perdoei mandei ver naquele cuzinho quente e rosado. depois de um tempo mandei ele ajoelhar que eu queria dr leite de macho na boquinha da minha puta. Ele obedeceu sem dar um pio e engoliu meu leite todo. antes dele sair dei mais um beijo nele e disse que queria ele na minha casa assim que saísse do plantão dele. E dei meu número de telefone e peguei o dele. Quando acordei ele estava em frente a minha casa e me ligando... Mas isso é coisa pra outro conto.

Quem quiser me add fique a vontade e se quiser entrar em contato, melhor ainda.

domingo, 16 de março de 2014

SEXO COM CAMINHONEIRO NA BOLEIA NO POSTO DE GASOLINA

Sou encarregado dos motorista da empresa onde trabalho por conta sempre fico com Nextel celular ligados 24hrs principalmente quando os motorista estão viajando, pois nesse era 04:00 o meu Nextel bipou era um dos motorista havia acabado de sair da empresa e parou em um posto muito próximo daqui um pouco pra frente de Cravinhos quando ele foi retornar a viagem chave do caminhão quebrou na maçaneta sem outra opção ele me ligou para levar a chave reserva pra ele.

Fiquei puto mas enfim faz parte do meu trampo, quando cheguei ele estava conversando com um outro caminhoneiro de outra empresa o cara era o cara moreno uns 40 anos alto meio fortinho de barba rala de boné numa calça meio apartada dei umas olhada nele e acho que ele percebeu dai tentei disfarça, mas ele era é tesão ficava dificil, depois de um tempinho peguei ele na maior cara de pau olhando na minha bunda depois olhou pra mim apertou o pau e foi pro banheiro dei a chave pro meu motorista e ele seguiu viagem e adivinha fui pro banheiro.

Quando chego la só estava ele no banheiro desfarçando jogando agua na cara e tal passei por ele e fui no mictório.




Ele: Essa coisas é foda né pra vcs encarregados né estava em casa de boa teve sair correndo pra ajuda ele. “E deu risada”
Eu: Isso é normal acontece ainda bem que ele tava perto.
E nisso veio vindo pra onde eu estava.
Ele: Sua mulher deve ficar brava. (ele deve ter concluído isso por conta da minha aliança)
Eu: Foi ela quem me acordou pq eu nem escutei o radio tocar
Nisso ele parou do meu e começou a..... e de olho no meu derrepente ele soltou a seguinte:
Ele: Caralho veio esse pau deve fazer um regaço nela (E deu risada)
Eu só dei risada e fiquei meio sem graça
Ele: Se bem que vc tem uma bundinha boa
Eu: Para mano vc fica reparando bunda de homem. E dei uma risadinha
Ele: AH! Para cara eu vi muito bem as olhadas que vc me deu o tempo todo vc estava me desejando descaradamente acho que o seu motorista deve ter percebido tbm.
Nesse momento meu pau já estava duração
Ele: Deixa que eu balanço ele pra vc.
Pegou no meu pau e começou a punhetar e pediu pra eu entra no reservado do banheiro falei que não dava que ali era problema que eu sou um cara casado ele disse que tbm era mas que o tesão dele era maior eu disse que era muito conhecido se pegam a gente ali to lascado, ele por sua vez sugeriu que fossemos ate a carreta dele fiquei com medo mas o tesão era maior e nessa horas já era 5:30 da manha já esta começando a clarear.
Ele: Vou entra na carreta dai uns 05 minutos vc vai e entra vou deixa a porta aberta me passa seu radio quando tiver pronto eu te aviso e vc vai ok, pode ficar de boa que aqui nesse posto tranquilo eu to sempre por aqui.
Eu não respondi nada mas passei meu radio e entrei no carro cheguei a dar partida pra ir embora mas seria muito chato deixar o cara la esperando e outra eu estava babando de tesão por ele então deliguei o carro e esperei ele chamar quando ele chamou eu falei pra ele esperar depois de uns 5 min eu tive coragem de sair do carro e ir pra carreta dele. Cheguei perto olhei pros lado e entrei na carreta quando vi ele só de cueca e de camisa cara pirei já comecei a tirar a minha roupa tbm e fui pra cama da carreta onde ele estava e ele já foi tirando cueca camisa ficou caralho nunca tinha um homem tão tesudo macho másculo como aquele que peito lindo com pelos meio que aparados o pau dele igual e ele já foi metendo a mão na minha bunda e eu disse...
Eu: Cara vai com calma pq na minha bunda vc não por esse pau de jeito nenhuma mas quero muito mamar ele cara seu pau é lindo perfeito.
Ele: Mas eu não vou te comer com meu pau quero te comer com minha língua quero chupar seu cu beija essa bunda de mulata de carnaval que vc tem.
Nisso fali pra ele quero chupar seu pau primeiro começamos e fazer um meia nove cara que delicia de pau fiquei doido ele não sabe chupar muito bem mas ficou doido com minha chupeta isso eu sei fazer muito bem chupei uma tanta ele disse
Ele: Para que eu gozar não quero gozar agora, vai fica de 4 poe essa bunda na minha cara.
Ele se sentou e eu coloquei a minha bunda ele beijava lambia dava umas mordidas de leve pediu pra me comer mas eu falei que não curtia ele insistiu muito mas não dei e teve que se conter com as lambidas chupadas que dava na minha e eu delirava de repente o celular dele tocou gelei cara com medo de ser alguém que tivesse do lado de fora mas era a mulher falando que ia trampa e ele disse a ela que estava acordando aquela hora e ligava pra ela depois e continuamos a nos pegar ele pediu um bjo na boca meio sem graça dei um selinho.
Ele: Assim não quero quero bjo de homem com língua e muita vontade vem que eu quero agora.
Puxou minha cabeça e começou cara foi o melhor de toda minha vida ficamos bjando e nos punhentando dai pedi pra ele deixar eu comer o cu dele ele disse que só seu eu desse o meu eu disse que não ele que não tbm mas que poderia brincar na porta do cu ele dpois de alguns minutosele disse vou gozar parei de brincar no cu dele e ele me punhetou ate eu gozar cara quase desmaiei de tanto gozar. Algum tempo após nos arrumamos dai em seguida sai nos falamos quase sempre pelo radio ele me conta o que anda aprontando tamo doido pra transar de novo em algum outro posto ou motel fizemos sexo por tel umas 2 vezes, ele ainda insiste em me comer mas não da o pau dele é muito grosso. Espero que gostem da minha experiência to louco pra realizar outras de preferencia com caminhoneiros que são meu sonho de consumo dentro outros claro. Um forte abraço ate uma outra dessas.

FODA COM O MECANICO

Hoje vou falar de quando dei para o mecânico que veio arrumar a descarga do meu banheiro. 

Eu estava sozinho em casa e o interfone tocou, estava como sempre fico em casa de cueca samba canção porque eu uso como se fosse um short, eu fui e abri o portão, e ele entrou, logo não pude deixar passar despercebido que ele era bem musculoso e estava sem cueca pois notei uma coisa MUITO grande balançar no meio de suas pernas. 


Ele me perguntou onde que era o banheiro, eu levei ele até la e chegando la eu fui mostrar onde estava o problema e tive que abaixar então minha bunda ficou enpinada e ele falou que nao estava vendo nada entao ia para o outro lado entao encostou seu pau na minha bundinha, logo percebi um volume . Entao quando ele sabia onde estava o problema voltei para meu quarto, 2 minutos depois ele foi me perguntar onde tinha agua pois ele estava com muita sede, levei ele até a cozinha e chegando la fui pegar agua para ele e "sem querer" derrubei agua bem no seu pau, logo me desculpei e fui pegar um pano e comecei a esfregar o pano em seu pau e percebi que algo endureceu, e fui fazendo movimentos de punheta, ele começou acariciar minha cabeça entao levantei e comecei beija-lo e falei para irmos para meu quarto. chegamos la eu joguei ele na cama e comecei abrir seu macacão e aquela tora saiu e bateu em minha cara, comecei a lamber, chupar, fazer de tudo e chupei aquele pau delicioso até ele gozar entao falei para ele me comer ele falou que tudo bem, tirei minha roupa e ele começou lamber meu cu, aquilo foi uma delicia e logo depois ja começou a enfiar a cabeça de seu pau no meu cu logo ja estava metendo com força e me dizia coisas no meu ouvido do tipo : "vai vadia" "da esse cu gostoso vai" "assim se vai me matar" "da pro papai vai " e gemia , até que ele gozou e foi muito bom , depois ele arrumou meu banheiro e antes de ir embora me deu alguns beijos deliciosos . 
E é isso espero que gostem

SEXO COM O GORDINHO TÉCNICO DA OI



Tudo começou quando a empresa solicitou mais uma linha de telefone e internet para um novo endereço. Alguém teria que acompanhar a instalação deste novo ponto e quando o técnico informou que iria até o local falei que em 15 minutos chegaria e que não tinha ninguém, que ele me aguardasse.

Chegando até o endereço percebi um carro da companhia, parei, pedi desculpas pelo atraso e ele disse que foi até bom que estava adiantando alguns relatórios que iria entregar.

Entramos e mostrei o lugar da entrada dos fios e começamos a conversar. O técnico tinha aproximadamente 35 anos, moreno, 1,83, uns 85 kg, olhos e cabelos pretos e com uma enorme aliança na mão esquerda.

Enquanto ele iniciou o trabalho, sem eu ter o que fazer fiquei olhando. Como fiquei um pouco sem graça acabei sentando no chão e comecei a comentar que pior que trabalhar, é trabalhar e alguém ficar olhando. Rimos um pouco e ele disse não se importar e que o pior mesmo é a pessoa olhar e dar palpite.

Comentei que eles devem sofrer mesmo com isso e muito mais, que os prestadores de serviço devem andar muito, encontrar gente chata, gente querendo conversar e ate mesmo gente muito assanhada.

Ele disse que tem de tudo, que ele mesmo havia ficado preso em uma casa sem ter como sair e começou a contar algumas de suas histórias. Eu pra provocar falei que ele deveria receber muita cantada mesmo sendo casado que pegando as carentes em casa sozinhas deve ser complicado. Ele riu e disse que não tinha muito, que até poderia ter que essas coisas nunca são demais e que cavalo amarrado também pasta.

Eu respondi dizendo que as vezes pasta e muito. Depois disso ele perguntou e se eu aprontava muito? Eu disse que so quando encontrava com alguém discreto e de preferencia casado.

Neste momento ele emudeceu e continuou fazendo o serviço e perguntei se ele nunca havia sido cantado por um homem e ele disse que sim. E qual foi sua reação perguntei, ele somente respondeu sorrindo: Ah peguei né!!!
Rimos e perguntei na lata e hoje quer pegar, ele somente massageou o pau e disse claro que sim.

O ajudei a abrir a calça e tirar um pau meia bomba de uns 15 cm que imediatamente coloquei na boca e começou a endurecer e ele a meter.

Ele começou a falar muito enquanto metida elogiando o boquete, dizendo: que boca quente, gostosa, adoro boca de viado safado e cada vez metia mais forte me fazendo as vezes perder o ar mas eu claro que não reclamava.
Percebendo que estava gostando me dediquei muito chupando as bolas, enquanto batia pra ele, deixando ele dar uma surra de pau na cara enquanto dizia... viado tem que apanhar de rola, tem que deixar o macho mandar e enfiava na boca, tirava e perguntava o que você quer?? É rola que você quer? É rola que você gosta? Então toma e enfiava até o fundo me segurando pela nuca e soltando quando um grito de tesão.
Após alguns minutos me levantou pelo braço, fez eu virar e baixou minhas calças mandando eu ficar de quatro. Enquanto dava tapas na minha bunda colocava camisinha e beija meu pescoço demonstrando descontrole.
Antes de meter enfiou o dedo molhado de saliva e mandava eu pedir rola se não ele não daria.

Neste momento estava gostando da situação e implorei rola dizendo que era pra me foder, que ele era meu macho, que tava muito afim.

Ele começou a enviar rola e tirar bem devagarinho. Como estava com muito tesão acabei jogando a bunda pra trás forçando uma entrada mais rápida e ele so deu um tapa na bunda dizendo, por isso que gosto de macho, entra tudo e não reclama.
Depois disso continuou metendo e disse que pra gozar tinha que ser de frente.
Após me virar e colocar as pernas nos seus ombros ele meteu forte enquanto eu segurava em seus braços e em seu pescoço. Ele anunciou o gozo e pediu para eu gozar junto com ele.

Enquanto ele metia bati uma bem rápida e acabamos gozando juntos.
Quando parou, tirou o pau, pediu o banheiro e fomos nos limpar. Ao voltarmos disse que adorava essas loucuras rápidas mas como era casado era difícil fazer. Somente mais uma vez após esta transamos, esta história é muito recente e espero mais vezes aproveitar estes momentos.

SEXO COM CARRETEIRO

Sou branco 1,75m 87kg macho que curte uma boa sacanagem com outro macho.

Estava eu com um tesão danado, voltando de uma chácara, quando resolvi passar por um posto de beira de estrada, desses que ficam estacionados carretas, estava interessado em encontrar um carreteiro. Procurei e nada... mas quando estava indo embora vejo num lugar mais escondido do posto dois caras sem camisa. Passei por eles e buzinei com meu carro, um vendo meu interesse deu um sinal. Parei ao lado e logo esse mais novo começou a dar uma urinada, fiquei com tesão, desci do carro e foi por perto dele.










Fiquei só olhando ele mijar, logo ele parou e foi ao meu encontro. Perguntei se ele tava afim de uma chupada, ele disse que sim. Tirou o pau pra fora do short e me mostrou uma tora de 19cm rosada. Esqueci de dizer que o cara era de SC e era branco, 1,78m uns 95kg jovem de 24 anos... casado...



Ele estava com um toalha e disse que iria tomar banho. O outro nem viu nada e nem desconfiou. Acompanhei este meu catarinense até o banheiro, ele tirou a roupa e eu chupei ele gostoso no banheiro do posto. Ele tomou banho e depois levei ele para o meu apartamento. Lá eu chupei ele por uns 20min, ele disse que adorou minha chupada, fudeu minha boca com aquele pauzão de 19cm grosso. Metia gostoso, me virou e me colocou de quatro na minha cama, meteu sem dó... entrava e colocava tudo no meu cuzinho bem gostoso. ele falou que nunca tinha comido um cara e que estava adorando fuder uma bunda gostosa como a minha... ele batia na minha bunda e falava: - Voce gosta de dar né safado... eu eu respondia, sim... mete com força que assim q eu gosto.
Ele falou, vou gozar... vou gozar... eu tirei a camisinha do cacete dele e fiquei chupando até ele jorrar um monte de leite na minha boca... docinha! bebi tudo e ele deu uns tapas de leve na minha cara... ele era um tesão de macho!
Sou de MT, quem estiver afim de algo no sigilo, só mandar e-mail.

quarta-feira, 12 de março de 2014

FODA COM O COROA BAIXINHO, GORDINHO E GOSTOSO

Meu nome é Ricardo, tenho 36 anos, 1,78 m e 70kg. Sou de Vitória/ES. Sou casado com mulher, mas tenho paralelamente uma vida sexual com homens.

O fato que venho a narrar é verdadeiro e ocorreu há mês atrás. Trabalho como funcionário público, ficando até tarde da noite no meu setor para compensar carga horária. Normalmente fica eu e os vigilante; confesso que já bati muita punheta pensando em agarrar algum deles, mas nada aconteceu, não por falta de indiretas.









Numa dessas noites, sem ter o que fazer no serviço, resolvi dar uma volta e fui até um Hipermercado que fica próximo, sabendo que rola o maior "banheirão". Quando entrei no banheiro vi que a noite prometia, pois, havia três caras com cara de pegação. Entrei no reservado que fica no fundo, onde dá para ver todos e longe da porta de entrada. A putaria tava rolando, onde todo mundo se punhetava e um dos carinhas começou a chupar o leke que estava ao seu lado e eu fiquei olhando a cena do reservado. Logo em seguida entrou o funcionário da limpeza do banheiro e todos sairam rápido, ficando só eu tancado na cabine. Depois de limpar o banheiro o funcionário saiu e fiquei sozinho aguardando alguem entrar; passaram-se logos dez minutos e nada. Já estava me preparando para ir embora quando entra no banheiro um coroa baixinho, bem arrumado e começou a mijar. Da cabine fiquei olhando para ver se rolava alguma coisa e percebi que ele estava meia bomba. Abri a porta e olhei para ele e para seu pau que era lindo, taludo. Ele balançou o pau para mim e com o meu aval se aproximou e pediu um boquete. Chupei o corpo do cacete e seu saco, pois, só chupo com camisinha ( para quem não sabe o "meladinho" também contamina – HIV, sífilis, hepatite). Ele insistia para que eu abocanhasse todo seu pau, mas falei para ele os meus motivos e que ali não daria para fazer assim. Ele me convidou para ir ao seu carro no estacionamento. Ao entrar no carro, parado num local mais escuro, começamos a nos beijar e começei a agarrar aquele cacetão. A medida que apalpava e dava chupadelas no corpo e no saco o bicho cresceu e ficou ainda mais bonito (cerca de 19 centimetros e grosso). Coloquei um preserativo e chupei gostoso. Chupava-o e nos beijavamos, até que ele gozou com minha boca sugando seu caralho.
Depois de se limpar, conversamos um pouco onde ele se apresentou como Carlos, casado, 59 anos e que pouco mais de dois anos começou a sair com homens. Ele disse que nesse tempo na maioria das vezes só recebia chupadas e que raramente comeu um homem, pois não gostava muito, mas que quando ocorria era porque o cara lhe despertava muito tesão. Ele olhou bem dentro de meus olhos e disse que me queria por inteiro, que queria me enrrabar. Disse a ele que era versátil, mas que dava muito pouco, que na maioria das vezes comia os carinhas, mas se a figura me desse muito tesão, como ele, eu fazia passivo, mas não sabia se conseguiria engolir essa jeba com meu cú.
Combinamos marcar uma tentativa no sábado pela manhã. Falei para minha esposa que tinha que levar o carro na oficina, pois, estava apresentando um barulho diferente e me dirigi ao local marcado. Deixei meu carro estacionado e entrei no dele e fomos para um motel. Dentro do quarto nos beijamos com muito intensidade e tesão e logo começei a chupar seu saco só para ver seu mastro subir na minha cara, fato que não demorou muito. Botei uma camisinha e começei um boquete intenso e ele apalpava minha bunda e enfiava o dedo no meu cú. Falei para ele que se quisesse me comer, teria que deixar meu cú bem relaxado, pois sou muito apertado. Ele me pediu que ficasse de quatro e começou a lamber meu buraquinho e as vezes enfiava o dedo. Sua lingua molhada no meu cú me enchia de tesão e aos poucos fui relaxando meu cuzinho e ele aproveitava para colocar os dedos para ajudar. Carlos começou a emrrabar meu cú com o dedão, o que me deixou louco. Ele vendo que estava no ponto falou delicadamente no meu ouvido que estava na hora de tentar enfiar o pau. Dei mais uma chupada no sue belo cacete e depois troquei a camisinha e lambuzei sua jeba e meu cú com bastante lubrificante. Pedi que ele se deitasse e fui tentanto enfiar seu pau aos poucos na posição que eu podia controlar a entrada. A cabeça foi entrando e ardendo meu anel. Parei e tirei. Aos poucos fui sentando cada vez mais até consegui sentir aquele naco de carne entrar todo dentro de mim. Fiquei sentado, parado para me acostumar e depois começei a rebolar naquela vara. Carlos levantou seu tronco comigo sentado nele e começamos a nos beijar. A parir desse momento a foda rolou solta, onde gostosamente ele me comeu de fango assado e de quatro. Meu cú ardia muito, mas estava muito a fim de ver o meu coroa dando prazer a ele e a mim. Carlos bombava com força e gritava que estava quase gozando. Ele gozou muito e meu cú apertava seu pau até tirar a ultima gota de porra daquela vara.
Caimos exaustos na cama e nos beijamos com muito carinho e prazer. Fomos tomar um banho e ele disse que eu era o terceiro cara que ele havia comido (não acredito muito). Falamos um pouco de nossas experiências sexuais com homens e ele se interessou quando disse que já havia trepado com quatro caras ao mesmo tempo, onde todos eram versáteis. Ele me falou que conhece um outro cara, que já comeu algumas vezes e talvês se interessaria de fazer a três. Ele falou que a figura tinha ums 30 anos, era masculo, casado, gostoso e passivo. Topei a parada na hora e combinamos dele me ligar caso rolasse alguma coisa.
Se deu certo, conto depois.

FODA COMO CASEIRO OGRO

Ola, sou um garoto de 20 anos, 1,80m 76kg, cabelos e olhos castanhos, sou branco e tenho uma bunda que causa inveja em muitas mulheres (deixarei meu email para vcs verem) e uma rola de 17cm. e apesar de gostar de mulheres e ser noivo, sempre tive vontades de transar com um cara, mas sempre faltou coragem e oportunidade.






Certa vez dei um churrasco para amigos em um sitio muito isolado, e só havia um caseiro q tomava conta do sitio, durante a semana fui eu buscar o q havia sobrado, e sobrou bebidas, chamei o caseiro para tomar comigo, ele tinha por volta de 55 anos, não era muito ogro, era alto (cerca de 1,80m) e um pouco forte e gordo ao mesmo tempo (uns 88 kilos) e começamos a conversar, após algumas latas de cerveja o assunto chegou a sexo, ae perguntei pra ele como ele fazia pra aliviar o tesão morando ali tão isoladamente, ele disse que rachava na punheta, e disse q sentia tanta falta de uma buceta q comeria até um cara se fosse necessário. Após isto eu disse a ele q no bate-papo sempre havia muitos garotos q eram loucos para dar para coroas como ele. Ele perguntou como funcionava, e eu expliquei tudo, mas eu nem me liguei e ele foi muito esperto nesta hora, perguntou se eu entrava nesses negócios, já q eu sabia sobre isso. e eu sem perceber q entregava o ouro dei a deixa pra ele, disse que sim, e ele perguntou q nome eu usava, eu disse: MENINO SAPECA.

Na hora ele já chegou mais perto e colocou a mão na minha perna , foi até meu ouvido e disse: VC É SAPECA MESMO?

Não sei pq, fiquei gelado, deu um frio no corpo todo, das pernas até a barriga, fiquei PARALISADO. eu só o respondi com um balanço da cabeça dizendo sim. Ele levou minha mão até sua bermuda onde sua rola estava dura feito uma rocha, eu comecei a mexer com ela, após isto ele tirou o pau pra fora e foi conduzindo minha cabeça até aquele pau de cerca de 16cm.

Eu jamais havia feito aquilo, mas chupei feito um louco, chupava com uma gula sem igual. foi maravilhoso.

Após isto ele me conduziu até a varanda e abaixou minha calça, mandou eu empinar o rabo e ele meteu a lingua, eu nunca tinha sentido aquilo, mas me deu um tesão, meu cu chegava a latejar, e pra ser sincero eu gemia, gemia feito uma cadela, na verdade eu queria q aquela lingua entrasse toda no meu anús.

Após eu gemer bastante e quase gozar ele me levou pra cama, aproveitou q eu tava meio lubrificado, passou um pouco de condionador e meteu o dedo no meu cu, até ele ficar numa medida boa para ele por a vara, após isto ele introduziou a vara lentamente, eu nunca havia sentido tanto tesão em minha vida.

após colocar tudo ele movimentou bem gostoso (tratou meu bumbumzão com muito carinho).

Após isto brincamos tambem de papai mamãe por algum tempo, até ele fazer a coisa mais maravilhosa q já fiz, ele deitou de barriga pra cima e sentei encima, fiz a rola dele sumir, cheguei a ver estrela, meus olhos viraram para trás. Mas após isto eu comecei num movimento delicioso, cavalgava nele como um peão sobre um touro, fiquei ali por cerca meia hora, só rebolando e sentindo aquele macho me jogar pra cima...

Infelizmente não pude mais ir lá trazer com ele.

E já se vão 8 meses sem brincar gostoso...

To louco pra fazer tudo de novo.

bbcnmc@hotmail.com (quem quiser me adicione, vc acima de 40 e ativo...)

DEI O CU PARA O CASEIRO NUMA LAGOA

Olá...sou o Fabio, casado, 56 anos, 1,80 alt., 78 kgs. Este caso que aconteceu dia de (sábado, 14/12/13).

Na tarde de sexta-feira fomos, eu e minha esposa até o sitio de um tio dela, que mora com a esposa. Neste sitio, alem do casal, tem também um casal de empregados, onde fazem serviços gerais. 

Dormimos lá, e ontem após o almoço devido ao calor, todos foram deitar e descansar. Eu como não estava com sono, resolvi sair e dar umas voltas. Fui a vários locais, e depois resolvi entrar em uma mata e ir até uma nascente de onde vem a água usada na casa, que fica a cerca de mais ou menos um kilometro da casa. Quando lá cheguei, o Ednaldo, que é o caseiro do sitio, um negro de meia idade, estava só de cuecas, dentro da água, ajeitando os canos que levam a água para as casas no sitio. 

Parei e ficamos batendo papo, e eu como estava de oculos escuros, aproveitei para ficar olhando o contorno daquele belo pau, pois como ele estava de cueca clara e molhada, dava para ver certinho o tamanho daquela pica. Como estavamos falando do calor que fazia, ele sugeriu para que eu aproveitasse e me refrescasse um pouco também, pois a água estava bem gelada. Sim, eu falei, acho que vou fazer isso, porem não repare em minha "cueca" que é bem pequena (na realidade a mesma tanga que estou usando agora...branca com detalhes vermelhos) e muito menos em meu pinto que é pequeno, que ele duro (11 cm) é muito menor que o seu mole, e que com essa água fria, com certeza ira ficar bem menor...rsss...Ele de pronto falou para eu não me preocupar, pois não iria tecer comentários, e que como somos dois homens não teria problemas. Bem então, sem problemas disse eu. Tirei a camiseta, e quando tirei a bermuda ele viu que na realidade minha cueca era uma tanguinha. Ele não disse nada, eu entrei na água e fiquei me refrescando. Depois de alguns instantes voltamos a conversar, e claramente deu para ver seu volume aumentando, no que lhe disse: pelo jeito você gostou de me ver de cuecas, pois estou vendo que seu pau esta aumentando de tamanho, alias, você não disse que entre homens não há problemas em ficarmos de cuecas?...

Ele deu uma risadinha marota, começou a alisar seu pau e me disse que jamais havia visto outro homem de calcinha, ainda mais tão pequena, e que nem sua esposa usava uma assim...comecei a rir, fui mais para perto dele, e falei que ele poderia passar a mão em minha bunda para medir o tamanho de minha cueca. Fique de costas e ele veio e começou a alisar e enviar o dedo em meu rego, no que aproveitei e comecei a alisar seu pau por sobre a cueca, deixando-o totalmente duro. Ele por sua vez acabou por me encoxar e esfregar aquele belo mastro em minha bunda. Depois de algum tempo, virei, mandei-o sentar no pequeno barranco, ajoelhei em sua frente, tirei seu pau pela lateral de sua cueca e comecei a fazer-lhe um gostoso boquete, que acabou com uma deliciosa gozada em minha boca, sendo que tomei todo aquele leitinho quente e gostoso. Ficamos um tempo ali naquela posição conversando, eu alisando aquele belo mastro, até que o mesmo voltou a dar sinais de vitalidade. Ele então pediu para que eu ficasse de quatro, pois iria comer meu cuzinho, coisa que ele não fazia a muito tempo. Com sua saliva e dedos, foi lubrificando e alargando meu rabinho, e depois de algum tempo acabou socando aquela bela rola negra em meu cuzinho sedento de vara. Rebolei muito naquele belo pau, e depois de algum tempo ele acabou por gozar novamente, enchendo meu rabinho com seu leitinho. Finalmente nos lavamos, e no caminho de volta ele me confidenciou que desde que me viu estava desconfiado que eu gostava de "dar ré no quibe" (sendo que ri muito de sua frase) que havia adorado minha chupeta e de ter comido meu rabinho, e que a noite adoraria me comer novamente, pois sua esposa estava no segundo dia de menstruação e que já fazia mais de uma semana que ele não a comia. É logico que ele me comeu novamente ontem a noite, e daqui para a frente comera outras vezes...mas isto fica para outros relatos. Abraços a todos.

SEXO COM MEU CASEIRO COROA, NEGRO E EDUCADO

Aparento ter uns 45 anos, sempre me cuidei muito bem, fui casado 2 vezes, quando me separei da minha segunda esposa, fui morar em uma chácara, um local sossegado, bem retirado, nessa chácara tenho um caseiro, um senhor de 65 anos, forte para a idade, viúvo, que cuida de tudo para mim na chácara.









A minha casa aqui na chácara, é toda com varanda, e porta balcão, dando acesso dos ambientes internos diretamente para a varanda. O meu caseiro Sr. Gentil, um negro, muito educado, e muito discreto, nunca aparece ao redor da casa quando eu estou por lá, ele deixa para fazer as tarefas ao redor da casa, quando eu saio para fazer compras ou cuidar de assuntos pessoais.






Um dia desses, me deu a tal de depressão, fiquei descontrolado, peguei uma cenoura bem grande e grossa, fui para o quarto, tirei a roupa, me ocorreu de filmar o que eu estava para fazer, para depois ver o que tinha ocorrido, após passar esse descontrole, preparei a camera no alto do guarda roupa, ajeitei o angulo da câmera, e me deitei, untei com vesilina a cenoura, deitei na cama e me cobri com um lençol, abri bem as pernas, coloquei a cenoura no meio do meu cu, e comecei a enfiar, mas a dita era muito grossa, e começou a doer, eu tentanto enfiar quando doia demais eu parava tomava um ar para continuar, mas tinha entrado somente uns 3 cm e eu já não aguentava, quando menos espero, distraido em enfiar a cenoura no meu cu e me masturbar, ouço uma voz grossa, vindo da porta veneziana, era o Sr. Gentil, tudo bem ai patrão, eu fiquei estarrecido, paralisado, de vergonha e medo, ele entrou no quarto, o lençol tinha caido no chão, ele perguntou o patrão esta tentando tirar a cenoura do cu ou enfiar, eu posso ajudar, eu fiquei mudo, ele tomou o meu silencio como aceitação da ajuda. Muito gentilmente, ajoelhou na cama, tirou a minha mão da cenoura, e deu uma leve estocada, eu gritei AI, AI, AI, AI, esta doendo, assim machuca muito, ele respondeu mas é para enfiar ou não, eu continuei quieto, ele falou vou dar um jeito para o patrão. abriu as calças, tirou para força um pau enorme, inteirinho negro, pegou a vesilina, untou bem, me ajeitou, eu estava paralisado, sem qualquer reação, parecia um boneco, abriu as minhas nadegas, e disse o patrão tem uma rosinha bonitinha aqui, pelo jeito não deu isso para ninguem ainda, ou se deu, faz muito tempo que não dá, por isso, que não esta aguentando a cenoura, mas eu vou dar um jeito para o patrão matar essa vontade...






...Encostou aquele pau duro, quente, grosso, no meu cu, senti o calor, o meu cu piscou, ele deu uma leve forçada, eu senti entrar um pouco, ardeu, dei um gritinho abafado, ai, ai, ai, ta ardendo, ele falou é só o começo, vamos devagar, forçou mais um pouco, ai eu gritei alto, "PARA, PARA, PARA, TÁ DOENDO MUITO, AI QUE DOR INSUPORTAVEL, PARA, TIRA", patrão agora que ta ficando bom, forçou mais um pouco, eu começei a chorar, e soluçar, pedindo para ele tirar, que esta doendo demais, ele deixava o pau quieto, e senti aquela coisa dura grossa dentro de mim, o meu cu doia, ardia, eu chorava, tentava me agarrar na cabeceira da cama para fugir do pau, mas ele me segurava, gentilmente, e começou um leve movimento de tirar e empurrar até onde ela já tinha enfiado, aquilo esquentava o meu cu, doia, ardia, mas começou me dar um tremendo tezão, que o meu pau começou ficar duro. Ele me perguntou e ai patrão, tá dando pra aguentar, eu só balançava a cabeça dizendo que não, ele falou eu vou fazer diferente, tirou o pau do meu cu, levantou, eu fiquei atonito, eu não queria porque doia, e quando ele levantou e fiquei com receio que ele fosse parar de verdade. Ele pediu licença, tirou toda roupa, untou bem o seu pau enorme, colocou aquele dedo grosso e aspero com vasilina no meu cu, mexeu bem, que chegava a doer, ai deitou por inteiro em cima de mim e começou falar no meu ouvido, bem baixinho, aquilo me arrepiou todo, aquele bafo quente, aquela voz grossa, aquele halito, me senti dominado, patrão isso vai doer um pouco, mas eu vou matar essa vontade secreta que o Sr. tem de dar o cu, quando ele falou isso, enterrou aquele pau preto enorme de uma vez, eu dei um grito do fundo do meu peito, AI, e perdi os sentidos, quando voltei a si, estava com uma dor enorme no meu cu, a cama toda suja de sangue, esperma, merda, tentei levantar na primeira vez não consegui, mal podia andar, com dificuldade fui ao banheiro me lavar, tive que me lavar devagar, pois até com a agua doia demais o meu cu, coloquei o dedo, quase cabia a minha mão inteira, aonde eu tinha um buraquinha apertado. Arrumei o quarto e dormi,






Quando acordei, fiquei pensando no que aconteceu, e me lembrei da camera, peguei a fita e fui na televisão para ver o que tinha ocorrido comigo. Começou com a cenoura, ai aparece o Sr. Gentil, até quando eu estava consciente, eu só observava e fiquei com um pouco de vergonha, mas quando eu vi na fita, a partir do momento em que ele tirou a roupa, e vi aquele homem negro com um cacete enorme, duro ele se deitou emcima de mim e enterrou o pau inteiro de uma vez no meu cu, ouvi o meu grito, parecia daqueles filmes de terror, e eu perdi os sentidos, o homem virou um animal, começou socar aquele pau enorme no meu cu com tal força e violencia, eu totalmente largado na cama ele me ajeitou na beirada da cama para ficar meio de quatro, e atolava aquele pau imenso no meu cu num ritmo tão frenetico, que eu comecei a ficar de pau duro, e gritava sente ai patrão o pau do seu empregado, toma patrão o meu pau no seu cu, te arrombei todo patrão, o teu cu nunca mais sera o mesmo, nem cu de viado é tão arrombado como vai ficar o seu, o Sr. tinha vontade de dar o cu, agora a sua vontade secreta esta realizada, nesse momento o homem dei um grito, AH, AH, AH, AH, patrão voce recebeu ogozo de 15 anos retraido. Eta cuzinho gostoso, pena que voce não aguentou a pica do negão. Ai a fita terminou e eu estava todo gosado só de assistir o meu defloramento, melhor dizendo o meu arrobamento, coisa que eu estava sentindo na carne, fiquei duas semanas sem sentar direito. No dia seguinte quando fui sair para fazer compras, ele estava na horta, me comprimento como sempre, eu respondi, não falamos no assunto, eu perguntei o que ele estava plantando, ele respondeu sério, cenoura patrão. Eu desejei um bom dia e fui as compras.

terça-feira, 11 de março de 2014

DEI O CU PRO MORENO PESCADOR

Estava na casa de um amigo pescador (vou chama-lo de jorge). Era noite e ele costumava sair para pescar as trés da madrugada.como não era conveniente ficar sozinho na casa com a mulher dele,aceitei o convite para ir pescar também.enquanto nos preparávamos para sair eu não tirava o olho da braguilha dele,parecia ter um caralho enorme ali.ele percebeu ,passou a mão na rola por cima da calça e olhou pra mim,eu fiz o mesmo,ele riu, e foi se despindo pra trocar de roupa, foi quando eu vi um cacete enorme ,devia ter uns 23cm se estivesse duro estava apenas inchado,e bastante grosso. não consegui disfarçar o meu interesse por aquela rola gostosa demais,jorge se aproximou de mim e perguntou baixinho: você gosta? Respondi: adoro.pois vc vai ter o q quer,falou ele.um tesão com uma ansiedade de provar aquele cacete me invadiu todo,fiquei pra sair logo dali.








Saímos as trés e meia da madrugada, o caminho era a pé mesmo, íamos calado ,mas andávamos rápido, ao chegar no açude ,ele foi logo tirando a roupa,seu pau ja estava duraço,(era noite de lua cheia) uma visão de extasiar.jorge,um moreno gostoso ,veio pra cima de mim e foi logo me despindo,dizendo que estava na seca ,que fazia que sua mulher perdera todo o interesse no sexo.me abaixei e chupei aquele pau gostoso,mal cabia a cabeça na minha boca,mas eu chupava gulosamente,lambia a cabeça ,chupei seu saco.jorge gemia sem parar,e me chamava de sua puta ,viado safado, tarado, vou te comer todo, viadinho gostoso,não demorou muito,jorge gozou abundantemente na minha boca , a porra descia no meu peito.depois jorge me pos de quatro ,passou um óleo meu cu ,e ficou brincando com os dedos,e eu so gemia com um tesão enorme,e ja implorando pra ser fodido.jorge encostou a cabeça do pau no meu cu,e foi forçando lentamente,doeu mas o tesão era maior,e fui sentindo aquele pau entrando no meu cu ate o talo.jorge foi metendo devagar ,eu delirava ,um prazer enorme me invadia,estava completamente dominado,entregue aquele homem delicioso .jorge aumentou as estocadas e gemia muito,me levantou no seu colo,me segurei no seu pescoço,enquanto ele me fodia sem parar,meu cu estava arregaçado.jorge me pós de pé ,apoiado numa arvore,e mandou pica por tras,me fodeu por uns 15 minutos assim.jorge gozou de novo logo em seguida,quando senti a porra quente no meu cu,gozei muito gostoso sem tocar no pau. Ficamos ali ,jorge me abraçando por tras,ate sua pica amolecer.depois fomos pescar, ele ainda me fodeu dentro d'água,e me pediu pra guardar segredo.

segunda-feira, 10 de março de 2014

SEXO COM TAXISTA DEPOIS DA FESTA





Fui convidado pra uma formatura no interior do estado (moro no litoral de Bahia), porém lá só conhecia o formando, ninguém mais, nem na cidade, nem na formatura, mesmo assim fui, pois ele é um grande amigo.



Cheguei na festa tímido, cumprimentei o formando e fiquei la de boa, logo veio o primeiro copo de Whisky com energético, e por ai foi, la por 3 horas da manha, já estava enturmado e dançando muito.



Entre uma olhada e outra, alguém encarava, no banheiro dava uma visualizada e nada... desisti de vez.



Estava muito bêbado pra ir pra casa, e vi um taxi parado na porta do salão e peguei mal sabia explicar onde estava, mas mandei ele ir.

Entrando no taxi comecei a conversar, bêbado e falei pro taxista, poxa cara.. tu trabalhando de noite.. deve ser complicado.. e ele dizendo que gostava



Uma hora me enchi de coragem e falei, cara tu com todo respeito é muito gato. Pensa num moreno de 180 de altura, uns 70 kg, definido, sorriso lindo, ali comigo naquele carro e me dando bola pro que falava..



Não perdi tempo e disse, tu tem cara de quem não apronta.



Ele me respondeu, pois é sou quietinho...


Eu olhei pra ele e falei.. e hoje nao ta afim de aprontar?


Ele deu uma risadinha e falou, não sei.. não sei rsrs.. Eu falei, pois eu sei.. estava quase chegando em casa, mandei ele parar num terreno baldio perto de onde eu estava.. ele parou..
Não perdi tempo, baixei a calça dele e comecei a mamar muito.. ele gemia demais.. se contorcia..


Eu subia e descia n pau dele.. chupava só a cabecinha.. e depois engolia ele todo, 18 cm de puro tesão.. e ele começou a gostar da coisa.. começou a segurar minha cabeça e foder minha boca...e foi aumentando a velocidade...
Ele falou não vou aguentar... eu levantei e disse já vai gozar? Ele olhou bem na minha cara e falou..


Não antes de te foder...


Abriu a porta do carro e me mandou ficar de quatro no carro, encapou seu pau e mandou ver... eu estava alucinado, bêbado, e com muito tesão,perdi a noção de perigo e do tempo que ficamos...

Sei que uma hora ele me disse não aguento mais... tirou a camisinha e falou vira que quero gozar na sua boca.. virei.. nem deu tempo.. ele gozou na minha cara mesmo... Muito delicia, pelo que vi fazia tempo que não gozava..

Entrou no carro e relaxou e disse, nunca tive uma foda tao gostosa na minha vida... vc foi a melhor manda que já recebi..


Essa corrida, fica por conta da casa, e esta aqui meu cartão, quando quiser uma corrida me liga.. que vamos correr gostoso.. heehhe

Depois disso,cheguei em casa com a gravata suja de porra.. tomei banho e desmaiei na cama.. So sei que a formatura, fio boa demais..

Desculpa o tamanho do texto, mas foi bom demais..

Qualquer coisa entrem em contato..

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

FODA COM O ENCANADOR

Tinha meus 16 anos de idade, já tinha 1 83 de altura e já meio malhadinho por conta da academia, foi terça que minha mãe mandou eu faltar aula para esperar o encanador vir arrumar os canos da cozinha que estavam entupidos, até ai tudo bem já sentia uma atração por homens nessa época e nunca tinha tido nenhuma experiência, ele chegou era 11 horas da manha entrou me comprimentou o nome dele é Gregor ele tinha 1.70 acho e era meio gordinho mais super atraente loiro dos olhos verdes escuros, fiquei na sala vendo ele trabalhar quando ele pediu pra mim se eu podia buscar uma ferramenta no carro dele, quando ele falou o nome da ferramenta eu nem fazia ideia de que era aquilo e começei a rir e disse que não entendia nada dessas coisas e ele começou a rir de volta já com um geito meio malandro.

Ele ficou ali na cozinha uns 20 minutos e depois disse que iria comprar os canos na ferragem e já voltava, enquanto isso fiquei ali esquentando o almoço pra mim quando ele voltou pediu licença para ir ao banheiro dai mostrei pra ele, quando ele voltou seu ziper tava meio aberto e dava pra ver meio os pelos dele saindo. Olhei e falei que a serpente ia sair do mato e fiquei todo vermelho, Gregor fechou o ziper e deu uma bela de uma apertado no seu pau, ai fui ao delirio e ele ja na maldade percebeu e continuou apertando seu pau, e quando terminei de esquentar a comida perguntei pra ele se ele também queria e ele aceitou de cara já, e quando terminou de comer perguntou que horas minha mãe chegava pra mostrar como tinha ficado o encanamento da cozinha,falei pra ele umas 4 e meia,dai ele me deu um sorrisinho maldoso e perguntou o que iria ser a sobremesa e voltou a amaciar seu pau,dai nã resisti e falei: se quiser tem eu!!
ele tirou o cinto e ja foi logo puxando minha cabeça sobre sua cueca e ja fui acariciando seu pau com a minha mão,quando tirei a cueca encontrei um pau não muito grande mais bem grosso e peludo, fui de boca nela já!! como nunca tinha chupado um pau ele foi me guiando e dizendo pra mim parar de morder ,fiquei com muita vergonha mais depois de uns 10 minutos chupando aquele pau com vigor ,acho que pegeui a manha falei pra ele que ja soltava uns gemidos de prazer,quando ele começou a tirar minha roupa falei pra ele que era virgem e não sabia a menor ideia do que fazer ,ele começou a beijar meu corpo de uma forma uqe fiquei muito excitado e quando chegou no meu cuzinho nossa fui ao delirio que sensação maravilhosaa, chupei um pouco mais do seu pau e ele me levou ate a cama ele colocou a camisinha no pau dele e começou a me chamar de putinha que iria arrombar meu cu ,daii ja cortei o barato dele falando que não era assim que queria lembrar da minha 1 vez,dai ele me olhou e começou a me trarar com muito carinho e deixei ele chupar meu cu dinovo ele começou a colocar um dedo depois dois e o prazer ia aumentando ,quando ele começou a colcar o pau dele nossa parecia que tavam tentando desentupir meu raboo começou a dor muito quando ele socou todo o pau dele na dentro mais logo começou a me beijar no pescoço e ja esqueçi a dor, ele deixou o pau dele um pouco pro meu cu se acostumar e logo foi tirando e socando lá dentro novamente e a dor foi misturando com o prazer e ja tava todo suado já sentia as bolas dele bater em mim e tava adorando começei a gemer igual uma caela no cil ,mas tava muitoo bom ele me virava me colocava de quatro disse que a mulher dele nunca deixava ele fazer essas coisas com ela e já me sentii importante !! quando estava quase dentro uma parada cardiaca de tanto prazer eu gozei sem nem encostar no meu pau ,uma sensação muitooo boa!! ele falou que iria gozar também e tirou o pau de dentro do meuc u e enfiou dentro da minha boca , mais foi muito bom tomei toda aquela porra quentia e depois fui sentir meu cu parecia que tinham enfiado tres bananas inteiras ele depois ficou me beijkando tomamos banho junto e quando estava quase na hora da minha mãe chegar ele me passou o numero dele e disse que adorou tirar minha virgindade e que queria mais !!! essa foi a primeira vez com um homem ,depois rolou mais umas 3 vezes com o gregor antes de eu me mudar mais foram muito boas

SEXO COM O MONTADOR CASADO

Sou casado,tenho 41 anos pica de 19 cm e grossa.
Comprei uma cozinha planejada e levou 2 meses para ser entregue ,então foi marcado a montagem para sexta feira estávamos eu minha companheira em casa ,chega o montador um baixinho forte rosto bonito e uma bunda linda.


Ele baixava pra pegar ou corta alguma peça e aparecia o cofrinho e uma cueca branca isso me deixou doido de tesão(pois tem um bom tempo que não comia um rabo de macho.)mais ficou só nisso a noite comi minha mulher com muito mais tesão pesando no rabo daquele montador casado.


Ele não conseguiu termina a montagem na sexta e voltou na segunda ,estava apenas eu em casa,começou a trabalhar certo momento ele me pediu ajuda pra segurar um dos armários eu de propósito estava com um calção sem cueca ,nisso ele encostou no meu pau que já estava duro ,pedi desculpa e falei que estava vendo um filme no pc. ele me pediu pra mostrar qual filme largamos o serviço e fomos ver o filme que era bisexual então percebi que ele estava de pau duro ,e me confidenciou que já tinha tido algumas experiências com h mais que era casado e hétero,então pegou no meu pau e começou a fazer caricia e caiu de boca que mamada gostosa desci a mão e comecei aperta quela bundinha linda durinha enfie um dedo no cuzin dele ele gemia e pedia mais ,tiramos a roupa coloquei ele de 4 e comecei a lamber aquele cú e o cara ficava doido de tesão .
Quando pedi pra comer aquele rabo ele disse que só liberava se eu mamasse ,não curto fazer isso mais como estava cheio de tesão e com vontade e invadir aquele rabo comecei a mamar a pica dele que tem uns 16 cm ,enfiava o dedo no cú dele enquanto mamava,quando vi que ele estava preste a gozar parei pois não podia correr o risco de ficar sem comer aquele macho com uma bunda deliciosa .
Coloquei o montador de 4 ,vesti uma camisinha e pincelei minha pica na portinha daquele cuzin apertado peguei um gel que usava pra comer o cu de minha mulher e fui invadindo aquele macho ,em um vai e vem gostoso ele gemia e falava como e bom da a bunda pra uma pica grossa igual a sua. Coloquei ele de frango e meti com forçar olhando a cara daquele safado quando pra minha surpresa ele me pede um beijo estava tão alucinado que beijei enquanto metia puxei ele pra cima de mim ele sentou na minha pica e começou a subir e desser não aguentei mais mais anunciei o gozo ele também ,gozamos juntos ele caiu de lado eu fui tomar um banho .
Ele tomou um banho e voltou ao trabalho eu agi como se nada tivesse acontecido ,minha mulher chegou adorou os armários e o montador (rs ) peguei o tel com ele espero poder comer esse rabo outra x .

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

TREPANDO COM MEU VIZINHO CASADO E NEGÃO




Ola a todos deixa eu mim apresenta sou novo e este e meu primeiro conto sou moreno claro olhos e cabelo castnho escuro 1,75 de alturo peso 65kl vamos ao conto. todos os dias tarde da noite ou madrugada quando estava dormindo escultava um barulho forte de agua caindo era no quintal do meu vizinho (adriano) moreno todo gostoso so uma leve bariguinha mais gostoso cabelo curto e bonito casado pau de 19cm. e eu pensando que era sua mulher ou filha tomando banho entao resolvir fazer um buraco na parede que dava bem de frente onde ele tomava banho ate um certo dia fui ver ele tomando banho ele ouviu eu tentando fazer um buraco maior.. mais nao deu importancia e saiu foi transar com sua mulher duas horas depois ele voltou com pau duro pra toma banho e eu ouvir ele toma banho corri e fui ver todos ja estavao dormindo entao ele veio no buraco e olhou e disse vem aki quero fala com voce nossa eu gelei e fui para meu quintal os murros aki e baixo da ele perguntou o que eu estava olhando eu disse que ele tomando banho ele perguntou se eu havia gostado do que via eu disse que sim seu pau era muito gostoso entao como ele tava pelado pulei o muro e dei aquela mamada na pica dele que ele gemeu gostoso entao ele falou baixo so vou deita um pouco ja volto ate minha mulher dormi entao esperei ums 30 minutos ele veio ja pelado com o pau na mao mim chamando de puto safado falou toma o que voce que mamei chupei tudo ate as bolas ate a lingua no cuzinho dele passei entao adriano mi pegou mi botou na pia do quintal abriu minhas pernas lanbel meu cu e meteu com vontade nossa foi tudo de bom mim botou de frango assado de quatro e ainda por cima gosou na minha boca eu ainda nao tinha gozado entao ele disse vou te fazer um agrado pegou meu pau bateu um pouco e chupou no que ele meteu a boca eu gosei no peito dele ele mandou eu volta que queria mais vezes nossa foi muito bom tem aquele macho ali comigo olha depois que voltei com o pau duro ainda da foda na foto. inter o proximo conto.

SEXO COM 3 PEDREIROS TARADOS E SAFADOS



OLÁ, TENHO 30 ANOS, 1,78A, OLHOS CASTANHOS. SOU DE LONDRINA E AGORA VOU CONTAR UM RELATO QUE ACONTECEU COMIGO NO DIA 04/01/14.
O DIA PARECIA UM POUCO CHUVOSO, MAS EU PRECISAVA IR PARA O SHOPPING,FAZER ALGUMAS COMPRAS A TARDE, TINHA PROGRAMADO UMA VIAGEM E PRECISAVA COMPRAR ALGUMAS COISAS. JÁ EXISTIA UMA CHUVINHA FRACA, VENTAVA UM POUCO, FUI ATÉ O PONTO DO ÔNIBUS E DE LÁ PARA O SHOPPING. QUANDO ESTAVA PRESTES A TERMINAR AS COMPRAS E ENCONTREI UM AMIGO E ME CONVIDA PARA SAIR, DAR UMAS VOLTAS PQ ELE QUERIA COMPRAR UNS CDS, EU ACEITO E VOU COM ELE EM SEU CARRO UM MERIVA PRATA, FOMOS A UMA GALERIA, LÁ ELE COMPROU UNS CDS PIRATAS E DEPOIS FOMOS PRA CASA QNDO ESTAVA CHEGANDO PERTO DA MINHA CASA PEDI PRA ELE ME DEIXAR A DOIS BAIRROS ANTES DO MEU QUE PRECISAVA RESOLVER ALGUMAS COISAS, PORÉM EU ESQUECI AS MINHAS SACOLAS NO CARRO DELE. DEPOIS QUE ME LEMBREI NÃO ADIANTAVA MAIS. ENTÃO TIVE UMA IDÉIA. JÁ QUE EU ESTAVA SEM AQUELAS SACOLAS, EU PODERIA MUITO BEM APROVEITAR A NOITE, E FOI ISTO QUE EU FIZ, COMECEI A ANDAR, ANDEI BASTANTE, MAS COMEÇOU A CHUVISCAR DE NOVO, ME ACOBERTEI EM FRENTE A UMA CONSTRUÇÃO INACABADA. CHOVIA E VENTAVA BASTANTE, ESTAVA COMEÇANDO A ME MOLHAR, MAS LÁ ERA O ÚNICO LOCAL COM COBERTURA. PASSOU UM TEMPINHO, COMEÇO A OUVIR UMAS CONVERSAS LÁ DE DENTRO DA CONSTRUÇÃO, DEPOIS VEJO O PORTÃO SE ABRINDO, APARECE UM CARA DE NO MÍNIMO 25 ANOS ALTO, FORTE, MORENO, UM TESÃO, PERGUNTA OQUE EU ESTAVA FAZENDO ALI, E EU RESPONDO DIZENDO QUE ESTAVA PASSEANDO UM POUCO, E VEIO ESTA CHUVINHA CHATA E TIVE QUE ME ACOBERTAR AQUI, ELE ME CONVIDA PARA ENTRAR, E PRONTAMENTE EU ACEITO O CONVITE. LÁ DENTRO ELE ME LEVA PARA UM QUARTINHO ONDE HÁ MAIS 2 RAPAZES, AMBOS FORTES E GOSTOSOS, APARENTANDO TER UNS 29 A 30 ANOS, UNS GATOS. E APESAR DO FRIOZINHO QUE FAZIA UM ESTAVA COM UM SHORTS QUE MOSTRAVA BEM O VOLUME ENTRE AS SUAS PERNAS, GROSSAS E MUSCULOSAS, O OUTRO DE CALÇA, MAS COM UMA CAMISA DE BOTÕES ABERTA, MOSTRANDO O TÓRAX BEM TORNEADO. CONVERSA VAI, CONVERSA VEM, ME CONVIDAM PARA JOGAR DOMINÓ, EU ACEITO E COMEÇAMOS A JOGAR, UMA DUAS TRÊS PARTIDAS, E EU SÓ ADMIRANDO SEUS BELOS CORPOS, E DE VEZ EM QUANDO ESPIANDO O VOLUME DE SUAS CALÇAS. PAPO VEM PAPO VAI, COMEÇAMOS A FALAR DE SEXO, PERGUNTEI SE TINHAM NAMORADAS, ELES DISSERAM QUE NÃO, MAS QUE SEMPRE APARECIAM UNS VIADINHOS E ELES TIRAVAM O ATRASO. SÓ DE OUVIR ISTO ME SUBIU UM FOGO PELO CORPO, FIQUEI UM POUCO SEM GRAÇA. ELES PERCEBERAM E DISCARADAMENTE COMEÇARAM A PASSAR A MÃO POR CIMA DE SUAS CALÇAS, E DEPOIS PARARAM, E CONVIDARAM-ME PARA JOGAR DE NOVO, MAS QUE DESTA VEZ, ELES TERIAM QUE APOSTAR ALGO. UM DELES PROPÔS, QUE AQUELE QUE PERDESSE O JOGO COM MAIS PEDRAS NA MÃO TERIA QUE FAZER TUDO O QUE OS OUTROS MANDASSEM, E COMEÇAMOS A JOGAR, EU COMO NÃO SOU BOBO, FIZ DE TUDO PARA PERDER E FICAR COM BASTANTE PEDRAS NA MÃO. PERDI! ENTÃO ELES FALARAM JOGO É JOGO. ELES PEDIRAM LICENÇA E MANDARAM EU ESPERAR, SAÍRAM LÁ FORA E COMEÇARAM A COCHICHAR. DEPOIS ENTRARAM. PEDIRAM QUE EU TIRASSE A ROUPA, EU RETRUQUEI, MAS ELES FALARAM, VOCÊ PERDEU O JOGO, E TERÁ QUE FAZER TUDO OQUE A GENTE QUISER. VISTO QUE ERA EU CONTRA OS TRÊS, COMECEI A TIRAR, E ELES SÓ RINDO. UM DELES FALOU, RELAXA VIADINHO, AGENTE JÁ SABE QUE VOCÊ É UMA BICHA SAFADA, TIRA A ROUPA, QUE HOJE VOCÊ SAIRÁ DAQUI COM A BOCA E O CU IGUAL A UMA FLOR. ELES TAMBÉM COMEÇARAM A TIRAR A ROUPA, E DEU PRA VER QUE ELES TINHAM UNS PAUZÃOS BEM GRANDES, DE ASSUSTAR, MAS EU NEM DEI BOLA E TIREI A MINHA ROUPA TODA. ENTÃO UM OLHOU PARA A CARA DO OUTRO E DISSERAM, OLHA SÓ A BICHINHA GOSTA DE ROLA, ELA ESTÁ ATÉ DE PAU DURO JÁ, E MANDARAM EU ME AJOELHAR E CHUPAR A PICA DOS TRÊS, COMECEI A CHUPAR UM POR VEZ, DEPOIS MANDARAM EU CHUPAR DOIS DE UMA VEZ, MAS CABIA NA MINHA BOCA, SE COUBESSE ELES COLOCARIAM OS TRÊS DENTRO DA MINHA BOCA AO MESMO TEMPO, FIQUEI CHUPANDO-OS POR UMA MEIA HORA SEM PARAR, ELES ADORAVAM SEXO ORAL, A MINHA BOCA JÁ ESTAVA ARDENDO, EU AMEAÇAVA PARAR DE CHUPAR, ENTÃO ELES VINHAM E FALAVAM CHUPA SUA PUTA, É DISTO QUE VOCÊ GOSTA, E ME DAVAM TAPAS NA CARA, E EU COM MEDO E TESÃO VOLTAVA A CHUPAR. DEPOIS ELES PARARAM, DESCANSARAM UM POUCO E ME AVISARAM, AGORA SE PREPARA VIADINHO, QUE A HORA DO SEU CUZINHO CHEGOU, VOCÊ VAI LEVAR TANTA PICA NESTE TEU CU, QUE QUANDO NÓS ACABARMOS, NÃO SOBRARÁ UMA PREGA NO TEU RABO. COLOCARAM-ME DE QUATRO, E O MAIS GRANDÃO COMEÇOU A FORÇAR A PORTINHA DO MEU CUZINHO, PORÉM EU RETRUQUEI, E DISSE QUE SÓ DAVA COM CAMISINHA, ELES DISSERAM QUE IA ASSIM MESMO, PORQUE ELES NÃO TINHAM CAMISINHA, E QUE EU TERIA QUE DAR SEM MESMO, DAI EU PEGUEI UM SAQUINHO COM SEIS CAMISINHA QUE EU TINHA COMPRADO E DEI PARA ELES, E ELE FALARAM, POXA A BICHINHA É PREVENIDA! COLOCARAM A CAMISINHA, PUS CUSPE NO MEU CU MAS TAVA DIFÍCIL PARA O PAU DELE ENTRAR, ELE NÃO QUIS NEM SABER, PEGOU UM POUCO DE XAMPU E ENFIOU NO MEU CU, DEU UMA ESTOCADA TÃO GRANDE QUE DEI UM GRITO, QUE LOGO FOI ABAFADO POR OUTRO CARA, QUE ENFIOU A SUA PICA NA MINHA BOCA, ESTAVA COM UMA PICA NO CU E OUTRA NA BOCA, ENQUANTO ME FODIAM UM ME DAVA TAPAS NA CARA, E O OUTRO ME DAVA TAPAS NA BUNDA, E O TERCEIRO SÓ ASSISTIA E BATIA PUNHETA, FICARAM ME FUDENDO UM TEMPÃO, EU TIVE QUE SUPORTAR OS TRÊS SE REVEZANDO TANTO NO MEU CU QUANTO NA MINHA BOCA, MAS DEPOIS ELES PARARAM E DISSERAM, AGORA O PUTINHA, CHEGOU A HORA DE NÓS TE ARROMBARMOS DE VEZ, TIRAR TODAS AS PREGAS QUE AINDA RESTAM EM VOCÊ SUA VADIA. MANDARAM EU SUBIR NA CAMA, OUTRO CARA SUBIU JUNTO E ME ENRABOU EM PÉ, DEPOIS FEZ EU DEITAR DE COSTAS POR CIMA DELE COM O PAU DELE ENFIADO NO MEU CU, ENTÃO VEIO O OUTRO E SEGUROU A MINHAS PERNAS, O TERCEIRO PEGOU E SUBIU NA CAMA, E COMEÇOU A FORÇAR O MEU CUZINHO QUE JÁ ESTAVA PREENCHIDO POR UM GROSSO PAU, ELE TENTOU ENFIAR, MAS TAVA DIFÍCIL, FICOU COM RAIVA E PEGOU MAIS XAMPU, PASSOU NO PAU E COMEÇOU A FORÇAR, DE REPENTE SENTI UMA DOR TÃO FORTE E PEDI PARA ELE PARAR, ELE NÃO PAROU, COMECEI A CHORAR E ELE SÓ ENFIANDO E MANDANDO EU CALAR A BOCA, O CARA QUE ESTAVA SEGURANDO A MINHA PERNA, FICOU COM RAIVA E DISSE, AH É A PUTINHA ESTÁ CHORANDO É, DEIXA EU POR ALGO PARA TAPAR ESSA TUA BOQUINHA PRINCESA, SUBIU NA CAMA E PÔS O PAU NA MINHA BOCA. LÁ ESTAVA EU NO MAIOR SUFOCO, COM DOIS PAUS NO CU E UM NA BOCA, E O PIOR NÃO FOI ISSO, O PIOR É QUE ELES ALTERNAVAM , TAMBÉM COM DOIS PAUS NO MEU CU E OUTRO NA BOCA, E ASSIM QUANTO MAIS ELES ME FODIAM, MAS ARREGANHADO FICAVA O MEU CU, ELES ESTAVAM EXAUSTOS, E EU ARROMBADO, ATÉ QUE CHEGOU O GOZO, ELES GOZARAM TANTO, MAS TANTO QUE MEU CORPO FICOU COBERTO DE LEITE. UAU, EU TAVA BEM ARROMBADO, TOMEI UM BANHO E FUI EMBORA PARA CASA, É LÓGICO COM O CONVITE DELES PARA EU RETORNAR O MAIS BREVE POSSÍVEL. TIVE QUE VIAJAR E VOLTEI DIA 13/01, A CONSTRUÇÃO JÁ ESTAVA TERMINADA, E SÓ ME RESTOU A SAUDADE!
SE VOCÊ SE INTERESSOU POR MIM, NÃO DEIXE DE ME ESCREVER, COM CAMISINHA VALE TUDO!E LEMBRANDO QUE ESTA FOI A MINHA PRIMEIRA VEZ COM 3 MACHOS.

DEI O CU PARA O CAMINHONEIRO GORDÃO E SECO



Ontem eu estava com muita vontade de ser dominado dentro da gabine de algum caminhoneiro. Fui até um posto de combustivel que fica na cidade vizinha uns 50km de onde moro, como lá é cidade portuária os postos ficam cheios de carretas.
Como de costume cheguei no posto eram 20:00 parei o carro analisei e começavam a chegar as carretas para passarem a noite. Preparei uns papeizinhos que dizia assim: "Chupo gostoso e dou, discreto e grátis (núm. do meu telef.)".
Entrei no banheiro do posto e já haviam alguns tomando banho e o cheiro de macho exalava e predominava o banheiro, fui até as gabines dos sanitarios e deixei um papel em cada uma, em frente as gabines ficava o mictório, deixei um em cada tamém, eram 3. saindo dali passei na parte que ficam os chuveiros e nos que estavam vazios deixei papel la dentro e os que estavam ocupados joguei o papel por cima da porta e sai rapidinho..haha na saida deixei mais alguns em cima da pia.
Voltei pro carro e fiquei esperando um sinal, esperei por uma hora mais ou menos e nada. Então voltei ao banheiro e os papeis dos mictorios nao estavam mais nem os dos sanitarios, nisso escutei alguem entrando e entrei na gabine do sanitario que fica em frente aos mictorios e fechei a porta, chega um cara com uma roupa verde e estas calças de uniforme normal de obra parecia fiquei espiando ele e ele mijou e ficou batendo uma punheta no mictorio, nao acreditei no que estava vendo e derrepente tomei coragem abri a porta do sanitario, ele percebeu e sacudiu o pau pra guardar e eu coloquei uma mao no ombro dele ele me olhou e a outra eu peguei no pau e disse pra ele deixar que eu terminava oque ele tava fazendo, ele riu e voltei pro sanitario me sentei ele entrou e fechou a porta, chupei por varios minutos um pau nao muito grande mas era muito grosso e sempre babando de tesão, ele respirava forte e soltava uns gemidinhos e derrepente ele disse que queria me comer ali mesmo, me virei ele passou cuspe e foi enviando e eu dizia pra ele ir devagar e ele me mandava calar a boca pq alguem iria ouvir, derrepente senti uma dor grande e entrou a cabeça tentei sair e ele me segurou e falou no meu ouvido que se eu tentasse sair denovo ele iria enterrar tudo de uma vez. Então relaxei o maximo que pude e ele começou entra e sai entra e sai e gemia e eu louco de dor e ao mesmo tempo me sentia realizado porque estava com um macho hetero dentro de mim. ficou metendo por uns cinco minutos e derrepente ele falou vou gozar nessa bunda, vou enche de leite esse rabinho, aperta esse anelzinho pra nao vazar leitinho vai aperta... e eu rebolava até que ele me apertou forte e empurrou de vez tudo pra dentro e senti seu pau latenjando dentro de mim, ficou alguns segundos assim e saiu ja com pau meio mole, levantou a calça e foi embora.
Me limpei e sai do banheiro, já estava saciado então peguei o carro e fui pra casa.
Quando eram quase meia noite toca meu celular, atendo e era um cara que havia pegado um dos papeis e me pergunta oq eu fazia e como era e tal..ele falou que ja estava de saida e por muita coincidencia passaria pela minha cidade, combinei com ele em um posto perto, nos encontramos lá e entrei no caminhao, ele estava sentado na cama de tras da cabina sem camisa e de calção, fechei a porta e ele me disse que estava na seca já fazia mais de um mes e que era dificil ele se aliviar pois nao pegava puta de posto porque tinha que pagar (mao de vaca). Então conversamos um pouco e passei a mao nele por cima do calção e ele tava sem cueca, logo em seguida o pau dele ficou duro e eu so provocando passando a mao de leve, ele ja tava louco entao disse pra ele deitar e fiquei mamando bem gostoso e ele gemendo de tezao, sentia toda hora o gosto salgado de quando sai aquele liquido pre gozo, significava que ele estava curtindo a gulosa..hehe chupei por um bom tempo, pois estava com meu cuzinho ardido pq recem havia dado la no outro posto. chupei chupei e ele me pegou com força e disse deita de ladinho que teu macho precisa comer um cuzinho pra aliviar, eu deitei e ele foi enfiando e eu gemia e ele me comendo de ladinho na gabine, ele dava umas paradinhas e dizia que tinha q ir devagar se não ja ia gozar, eu entao fiquei de bruços e disse pra ele se deitar em cima de mim e ficar no entra e sai bem devagar, ele fez isso e eu estava adorando sentir um macho com peito peludo nas minhas costas, me segurando e apertando com seu braços fortes bufando na minha nuca e entrando e saindo metendo bem gostoso...mais umas metidas e ele urra e goza dentro de mim, ficamos um tempo assim, ele sai coloca o calção e entao eu me visto e ele fala que iria me ligar quando estivesse por aqui novamente. vou embora totalmente satisfeito.