terça-feira, 21 de janeiro de 2014

TREPANDO COM MEU VIZINHO CASADO E NEGÃO




Ola a todos deixa eu mim apresenta sou novo e este e meu primeiro conto sou moreno claro olhos e cabelo castnho escuro 1,75 de alturo peso 65kl vamos ao conto. todos os dias tarde da noite ou madrugada quando estava dormindo escultava um barulho forte de agua caindo era no quintal do meu vizinho (adriano) moreno todo gostoso so uma leve bariguinha mais gostoso cabelo curto e bonito casado pau de 19cm. e eu pensando que era sua mulher ou filha tomando banho entao resolvir fazer um buraco na parede que dava bem de frente onde ele tomava banho ate um certo dia fui ver ele tomando banho ele ouviu eu tentando fazer um buraco maior.. mais nao deu importancia e saiu foi transar com sua mulher duas horas depois ele voltou com pau duro pra toma banho e eu ouvir ele toma banho corri e fui ver todos ja estavao dormindo entao ele veio no buraco e olhou e disse vem aki quero fala com voce nossa eu gelei e fui para meu quintal os murros aki e baixo da ele perguntou o que eu estava olhando eu disse que ele tomando banho ele perguntou se eu havia gostado do que via eu disse que sim seu pau era muito gostoso entao como ele tava pelado pulei o muro e dei aquela mamada na pica dele que ele gemeu gostoso entao ele falou baixo so vou deita um pouco ja volto ate minha mulher dormi entao esperei ums 30 minutos ele veio ja pelado com o pau na mao mim chamando de puto safado falou toma o que voce que mamei chupei tudo ate as bolas ate a lingua no cuzinho dele passei entao adriano mi pegou mi botou na pia do quintal abriu minhas pernas lanbel meu cu e meteu com vontade nossa foi tudo de bom mim botou de frango assado de quatro e ainda por cima gosou na minha boca eu ainda nao tinha gozado entao ele disse vou te fazer um agrado pegou meu pau bateu um pouco e chupou no que ele meteu a boca eu gosei no peito dele ele mandou eu volta que queria mais vezes nossa foi muito bom tem aquele macho ali comigo olha depois que voltei com o pau duro ainda da foda na foto. inter o proximo conto.

SEXO COM 3 PEDREIROS TARADOS E SAFADOS



OLÁ, TENHO 30 ANOS, 1,78A, OLHOS CASTANHOS. SOU DE LONDRINA E AGORA VOU CONTAR UM RELATO QUE ACONTECEU COMIGO NO DIA 04/01/14.
O DIA PARECIA UM POUCO CHUVOSO, MAS EU PRECISAVA IR PARA O SHOPPING,FAZER ALGUMAS COMPRAS A TARDE, TINHA PROGRAMADO UMA VIAGEM E PRECISAVA COMPRAR ALGUMAS COISAS. JÁ EXISTIA UMA CHUVINHA FRACA, VENTAVA UM POUCO, FUI ATÉ O PONTO DO ÔNIBUS E DE LÁ PARA O SHOPPING. QUANDO ESTAVA PRESTES A TERMINAR AS COMPRAS E ENCONTREI UM AMIGO E ME CONVIDA PARA SAIR, DAR UMAS VOLTAS PQ ELE QUERIA COMPRAR UNS CDS, EU ACEITO E VOU COM ELE EM SEU CARRO UM MERIVA PRATA, FOMOS A UMA GALERIA, LÁ ELE COMPROU UNS CDS PIRATAS E DEPOIS FOMOS PRA CASA QNDO ESTAVA CHEGANDO PERTO DA MINHA CASA PEDI PRA ELE ME DEIXAR A DOIS BAIRROS ANTES DO MEU QUE PRECISAVA RESOLVER ALGUMAS COISAS, PORÉM EU ESQUECI AS MINHAS SACOLAS NO CARRO DELE. DEPOIS QUE ME LEMBREI NÃO ADIANTAVA MAIS. ENTÃO TIVE UMA IDÉIA. JÁ QUE EU ESTAVA SEM AQUELAS SACOLAS, EU PODERIA MUITO BEM APROVEITAR A NOITE, E FOI ISTO QUE EU FIZ, COMECEI A ANDAR, ANDEI BASTANTE, MAS COMEÇOU A CHUVISCAR DE NOVO, ME ACOBERTEI EM FRENTE A UMA CONSTRUÇÃO INACABADA. CHOVIA E VENTAVA BASTANTE, ESTAVA COMEÇANDO A ME MOLHAR, MAS LÁ ERA O ÚNICO LOCAL COM COBERTURA. PASSOU UM TEMPINHO, COMEÇO A OUVIR UMAS CONVERSAS LÁ DE DENTRO DA CONSTRUÇÃO, DEPOIS VEJO O PORTÃO SE ABRINDO, APARECE UM CARA DE NO MÍNIMO 25 ANOS ALTO, FORTE, MORENO, UM TESÃO, PERGUNTA OQUE EU ESTAVA FAZENDO ALI, E EU RESPONDO DIZENDO QUE ESTAVA PASSEANDO UM POUCO, E VEIO ESTA CHUVINHA CHATA E TIVE QUE ME ACOBERTAR AQUI, ELE ME CONVIDA PARA ENTRAR, E PRONTAMENTE EU ACEITO O CONVITE. LÁ DENTRO ELE ME LEVA PARA UM QUARTINHO ONDE HÁ MAIS 2 RAPAZES, AMBOS FORTES E GOSTOSOS, APARENTANDO TER UNS 29 A 30 ANOS, UNS GATOS. E APESAR DO FRIOZINHO QUE FAZIA UM ESTAVA COM UM SHORTS QUE MOSTRAVA BEM O VOLUME ENTRE AS SUAS PERNAS, GROSSAS E MUSCULOSAS, O OUTRO DE CALÇA, MAS COM UMA CAMISA DE BOTÕES ABERTA, MOSTRANDO O TÓRAX BEM TORNEADO. CONVERSA VAI, CONVERSA VEM, ME CONVIDAM PARA JOGAR DOMINÓ, EU ACEITO E COMEÇAMOS A JOGAR, UMA DUAS TRÊS PARTIDAS, E EU SÓ ADMIRANDO SEUS BELOS CORPOS, E DE VEZ EM QUANDO ESPIANDO O VOLUME DE SUAS CALÇAS. PAPO VEM PAPO VAI, COMEÇAMOS A FALAR DE SEXO, PERGUNTEI SE TINHAM NAMORADAS, ELES DISSERAM QUE NÃO, MAS QUE SEMPRE APARECIAM UNS VIADINHOS E ELES TIRAVAM O ATRASO. SÓ DE OUVIR ISTO ME SUBIU UM FOGO PELO CORPO, FIQUEI UM POUCO SEM GRAÇA. ELES PERCEBERAM E DISCARADAMENTE COMEÇARAM A PASSAR A MÃO POR CIMA DE SUAS CALÇAS, E DEPOIS PARARAM, E CONVIDARAM-ME PARA JOGAR DE NOVO, MAS QUE DESTA VEZ, ELES TERIAM QUE APOSTAR ALGO. UM DELES PROPÔS, QUE AQUELE QUE PERDESSE O JOGO COM MAIS PEDRAS NA MÃO TERIA QUE FAZER TUDO O QUE OS OUTROS MANDASSEM, E COMEÇAMOS A JOGAR, EU COMO NÃO SOU BOBO, FIZ DE TUDO PARA PERDER E FICAR COM BASTANTE PEDRAS NA MÃO. PERDI! ENTÃO ELES FALARAM JOGO É JOGO. ELES PEDIRAM LICENÇA E MANDARAM EU ESPERAR, SAÍRAM LÁ FORA E COMEÇARAM A COCHICHAR. DEPOIS ENTRARAM. PEDIRAM QUE EU TIRASSE A ROUPA, EU RETRUQUEI, MAS ELES FALARAM, VOCÊ PERDEU O JOGO, E TERÁ QUE FAZER TUDO OQUE A GENTE QUISER. VISTO QUE ERA EU CONTRA OS TRÊS, COMECEI A TIRAR, E ELES SÓ RINDO. UM DELES FALOU, RELAXA VIADINHO, AGENTE JÁ SABE QUE VOCÊ É UMA BICHA SAFADA, TIRA A ROUPA, QUE HOJE VOCÊ SAIRÁ DAQUI COM A BOCA E O CU IGUAL A UMA FLOR. ELES TAMBÉM COMEÇARAM A TIRAR A ROUPA, E DEU PRA VER QUE ELES TINHAM UNS PAUZÃOS BEM GRANDES, DE ASSUSTAR, MAS EU NEM DEI BOLA E TIREI A MINHA ROUPA TODA. ENTÃO UM OLHOU PARA A CARA DO OUTRO E DISSERAM, OLHA SÓ A BICHINHA GOSTA DE ROLA, ELA ESTÁ ATÉ DE PAU DURO JÁ, E MANDARAM EU ME AJOELHAR E CHUPAR A PICA DOS TRÊS, COMECEI A CHUPAR UM POR VEZ, DEPOIS MANDARAM EU CHUPAR DOIS DE UMA VEZ, MAS CABIA NA MINHA BOCA, SE COUBESSE ELES COLOCARIAM OS TRÊS DENTRO DA MINHA BOCA AO MESMO TEMPO, FIQUEI CHUPANDO-OS POR UMA MEIA HORA SEM PARAR, ELES ADORAVAM SEXO ORAL, A MINHA BOCA JÁ ESTAVA ARDENDO, EU AMEAÇAVA PARAR DE CHUPAR, ENTÃO ELES VINHAM E FALAVAM CHUPA SUA PUTA, É DISTO QUE VOCÊ GOSTA, E ME DAVAM TAPAS NA CARA, E EU COM MEDO E TESÃO VOLTAVA A CHUPAR. DEPOIS ELES PARARAM, DESCANSARAM UM POUCO E ME AVISARAM, AGORA SE PREPARA VIADINHO, QUE A HORA DO SEU CUZINHO CHEGOU, VOCÊ VAI LEVAR TANTA PICA NESTE TEU CU, QUE QUANDO NÓS ACABARMOS, NÃO SOBRARÁ UMA PREGA NO TEU RABO. COLOCARAM-ME DE QUATRO, E O MAIS GRANDÃO COMEÇOU A FORÇAR A PORTINHA DO MEU CUZINHO, PORÉM EU RETRUQUEI, E DISSE QUE SÓ DAVA COM CAMISINHA, ELES DISSERAM QUE IA ASSIM MESMO, PORQUE ELES NÃO TINHAM CAMISINHA, E QUE EU TERIA QUE DAR SEM MESMO, DAI EU PEGUEI UM SAQUINHO COM SEIS CAMISINHA QUE EU TINHA COMPRADO E DEI PARA ELES, E ELE FALARAM, POXA A BICHINHA É PREVENIDA! COLOCARAM A CAMISINHA, PUS CUSPE NO MEU CU MAS TAVA DIFÍCIL PARA O PAU DELE ENTRAR, ELE NÃO QUIS NEM SABER, PEGOU UM POUCO DE XAMPU E ENFIOU NO MEU CU, DEU UMA ESTOCADA TÃO GRANDE QUE DEI UM GRITO, QUE LOGO FOI ABAFADO POR OUTRO CARA, QUE ENFIOU A SUA PICA NA MINHA BOCA, ESTAVA COM UMA PICA NO CU E OUTRA NA BOCA, ENQUANTO ME FODIAM UM ME DAVA TAPAS NA CARA, E O OUTRO ME DAVA TAPAS NA BUNDA, E O TERCEIRO SÓ ASSISTIA E BATIA PUNHETA, FICARAM ME FUDENDO UM TEMPÃO, EU TIVE QUE SUPORTAR OS TRÊS SE REVEZANDO TANTO NO MEU CU QUANTO NA MINHA BOCA, MAS DEPOIS ELES PARARAM E DISSERAM, AGORA O PUTINHA, CHEGOU A HORA DE NÓS TE ARROMBARMOS DE VEZ, TIRAR TODAS AS PREGAS QUE AINDA RESTAM EM VOCÊ SUA VADIA. MANDARAM EU SUBIR NA CAMA, OUTRO CARA SUBIU JUNTO E ME ENRABOU EM PÉ, DEPOIS FEZ EU DEITAR DE COSTAS POR CIMA DELE COM O PAU DELE ENFIADO NO MEU CU, ENTÃO VEIO O OUTRO E SEGUROU A MINHAS PERNAS, O TERCEIRO PEGOU E SUBIU NA CAMA, E COMEÇOU A FORÇAR O MEU CUZINHO QUE JÁ ESTAVA PREENCHIDO POR UM GROSSO PAU, ELE TENTOU ENFIAR, MAS TAVA DIFÍCIL, FICOU COM RAIVA E PEGOU MAIS XAMPU, PASSOU NO PAU E COMEÇOU A FORÇAR, DE REPENTE SENTI UMA DOR TÃO FORTE E PEDI PARA ELE PARAR, ELE NÃO PAROU, COMECEI A CHORAR E ELE SÓ ENFIANDO E MANDANDO EU CALAR A BOCA, O CARA QUE ESTAVA SEGURANDO A MINHA PERNA, FICOU COM RAIVA E DISSE, AH É A PUTINHA ESTÁ CHORANDO É, DEIXA EU POR ALGO PARA TAPAR ESSA TUA BOQUINHA PRINCESA, SUBIU NA CAMA E PÔS O PAU NA MINHA BOCA. LÁ ESTAVA EU NO MAIOR SUFOCO, COM DOIS PAUS NO CU E UM NA BOCA, E O PIOR NÃO FOI ISSO, O PIOR É QUE ELES ALTERNAVAM , TAMBÉM COM DOIS PAUS NO MEU CU E OUTRO NA BOCA, E ASSIM QUANTO MAIS ELES ME FODIAM, MAS ARREGANHADO FICAVA O MEU CU, ELES ESTAVAM EXAUSTOS, E EU ARROMBADO, ATÉ QUE CHEGOU O GOZO, ELES GOZARAM TANTO, MAS TANTO QUE MEU CORPO FICOU COBERTO DE LEITE. UAU, EU TAVA BEM ARROMBADO, TOMEI UM BANHO E FUI EMBORA PARA CASA, É LÓGICO COM O CONVITE DELES PARA EU RETORNAR O MAIS BREVE POSSÍVEL. TIVE QUE VIAJAR E VOLTEI DIA 13/01, A CONSTRUÇÃO JÁ ESTAVA TERMINADA, E SÓ ME RESTOU A SAUDADE!
SE VOCÊ SE INTERESSOU POR MIM, NÃO DEIXE DE ME ESCREVER, COM CAMISINHA VALE TUDO!E LEMBRANDO QUE ESTA FOI A MINHA PRIMEIRA VEZ COM 3 MACHOS.

DEI O CU PARA O CAMINHONEIRO GORDÃO E SECO



Ontem eu estava com muita vontade de ser dominado dentro da gabine de algum caminhoneiro. Fui até um posto de combustivel que fica na cidade vizinha uns 50km de onde moro, como lá é cidade portuária os postos ficam cheios de carretas.
Como de costume cheguei no posto eram 20:00 parei o carro analisei e começavam a chegar as carretas para passarem a noite. Preparei uns papeizinhos que dizia assim: "Chupo gostoso e dou, discreto e grátis (núm. do meu telef.)".
Entrei no banheiro do posto e já haviam alguns tomando banho e o cheiro de macho exalava e predominava o banheiro, fui até as gabines dos sanitarios e deixei um papel em cada uma, em frente as gabines ficava o mictório, deixei um em cada tamém, eram 3. saindo dali passei na parte que ficam os chuveiros e nos que estavam vazios deixei papel la dentro e os que estavam ocupados joguei o papel por cima da porta e sai rapidinho..haha na saida deixei mais alguns em cima da pia.
Voltei pro carro e fiquei esperando um sinal, esperei por uma hora mais ou menos e nada. Então voltei ao banheiro e os papeis dos mictorios nao estavam mais nem os dos sanitarios, nisso escutei alguem entrando e entrei na gabine do sanitario que fica em frente aos mictorios e fechei a porta, chega um cara com uma roupa verde e estas calças de uniforme normal de obra parecia fiquei espiando ele e ele mijou e ficou batendo uma punheta no mictorio, nao acreditei no que estava vendo e derrepente tomei coragem abri a porta do sanitario, ele percebeu e sacudiu o pau pra guardar e eu coloquei uma mao no ombro dele ele me olhou e a outra eu peguei no pau e disse pra ele deixar que eu terminava oque ele tava fazendo, ele riu e voltei pro sanitario me sentei ele entrou e fechou a porta, chupei por varios minutos um pau nao muito grande mas era muito grosso e sempre babando de tesão, ele respirava forte e soltava uns gemidinhos e derrepente ele disse que queria me comer ali mesmo, me virei ele passou cuspe e foi enviando e eu dizia pra ele ir devagar e ele me mandava calar a boca pq alguem iria ouvir, derrepente senti uma dor grande e entrou a cabeça tentei sair e ele me segurou e falou no meu ouvido que se eu tentasse sair denovo ele iria enterrar tudo de uma vez. Então relaxei o maximo que pude e ele começou entra e sai entra e sai e gemia e eu louco de dor e ao mesmo tempo me sentia realizado porque estava com um macho hetero dentro de mim. ficou metendo por uns cinco minutos e derrepente ele falou vou gozar nessa bunda, vou enche de leite esse rabinho, aperta esse anelzinho pra nao vazar leitinho vai aperta... e eu rebolava até que ele me apertou forte e empurrou de vez tudo pra dentro e senti seu pau latenjando dentro de mim, ficou alguns segundos assim e saiu ja com pau meio mole, levantou a calça e foi embora.
Me limpei e sai do banheiro, já estava saciado então peguei o carro e fui pra casa.
Quando eram quase meia noite toca meu celular, atendo e era um cara que havia pegado um dos papeis e me pergunta oq eu fazia e como era e tal..ele falou que ja estava de saida e por muita coincidencia passaria pela minha cidade, combinei com ele em um posto perto, nos encontramos lá e entrei no caminhao, ele estava sentado na cama de tras da cabina sem camisa e de calção, fechei a porta e ele me disse que estava na seca já fazia mais de um mes e que era dificil ele se aliviar pois nao pegava puta de posto porque tinha que pagar (mao de vaca). Então conversamos um pouco e passei a mao nele por cima do calção e ele tava sem cueca, logo em seguida o pau dele ficou duro e eu so provocando passando a mao de leve, ele ja tava louco entao disse pra ele deitar e fiquei mamando bem gostoso e ele gemendo de tezao, sentia toda hora o gosto salgado de quando sai aquele liquido pre gozo, significava que ele estava curtindo a gulosa..hehe chupei por um bom tempo, pois estava com meu cuzinho ardido pq recem havia dado la no outro posto. chupei chupei e ele me pegou com força e disse deita de ladinho que teu macho precisa comer um cuzinho pra aliviar, eu deitei e ele foi enfiando e eu gemia e ele me comendo de ladinho na gabine, ele dava umas paradinhas e dizia que tinha q ir devagar se não ja ia gozar, eu entao fiquei de bruços e disse pra ele se deitar em cima de mim e ficar no entra e sai bem devagar, ele fez isso e eu estava adorando sentir um macho com peito peludo nas minhas costas, me segurando e apertando com seu braços fortes bufando na minha nuca e entrando e saindo metendo bem gostoso...mais umas metidas e ele urra e goza dentro de mim, ficamos um tempo assim, ele sai coloca o calção e entao eu me visto e ele fala que iria me ligar quando estivesse por aqui novamente. vou embora totalmente satisfeito.

SEXO COM OS MONTADORES DE MOVEIS

Era dia 10 de janeiro de 2014, e parecia que a hora era aquela. Hora do almoço e toca meu telefone, a loja de móveis antecipa a entrega e diz que os entregadores estavam em casa e não estavam encontrando ninguém por lá.
Como estava me preparando para almoçar e trabalho apenas 5 quadras da minha casa, disse que em 5 minutos estaria no local. A moça disse que eles aguardariam e sai correndo, afinal de contas já estava há um mês esperando meus móveis.
Ao chegar próximo, avistei 2 rapazes na calçada e já fui logo pedindo desculpas e pedindo para entrarem.
Ambos eram jovens, um se apresentou como Vitor, montador, parecia ter 1,80, branco, jeito de malandrão, com uma barriguinha e aparentava uns 27 anos. O outro Leandro, magrinho, 1,70, branco, cabelo raspadinho e aparentava uns 30 anos. Como é meu primeiro conto, eu tenho 1,77, 85 kgs, tenho uma barriguinha e adoro uma pica. hahaha
Voltando ao conto então, ao pedir desculpas, Vitor diz que demorei mais que 5 minutos. Olhei para trás e fui ver se ele estava brincando e percebi que não. Me virei e perguntei: Quer ir embora então? Assim não atrapalho o seu trabalho. Pelo visto está com algum problema. Ele pediu desculpas e disse que estava brincando.
Ao dizer isso, fiquei sem graça e também falei: Ufa...já achei que estava me dando bronca...fico com medo de homem que me dá bronca! e dei uma risadinha!
Ele disse na hora, adoro dar broncas!
Respondi já na sala - Nossa! Você está me deixando com medo. E falei para o ajudante Leandro - Ele te dá muitas broncas?
Antes que o Leandro respondesse, Vitor já disse - Dou sim...Eu que mando aqui e deu uma gargalhada.
Nisso, ele já mandou o Leandro ir abrindo os móveis para iniciar a montagem e já falou - Viu como eu mando aqui?
Nessa hora, não perdi a chance e falei - Pra falar a verdade, adoro homem mandão! Me deixa louco!
Ele na hora me olhou sem reação e ficou sem graça - um silêncio ficou no ar e eis que o Leandro solta - viu..ficou aí dando uma de machão e agora não banca? e soltou uma gargalhada.
Eu confesso que também fiquei sem jeito e com um mix de vergonha e tesão - esperando alguma reação.
Foi quando o Vitor virou ao Leandro e disse, vai começando a montagem ai e colocou a mão sobre o pau, que já mostrava um volume na calça. Fiquei de pau duro na hora e fiquei estático. O Leandro começou a rir e disse - ÓIA! gostei de ver! e me olhou.
Vitor veio em minha direção, eu estava sentado no sofá, e levantou a camiseta e começou a abrir o zíper da calça e colocou o pau para fora. Era grosso, tinha uns 18 cm e uma cabeça rosada deliciosa....não tive a menor dúvida - dei um apertão e já fui indo com a boca em direção a sua rola e comecei a chupar. Fiquei chupando e olhando a cara dele que levantou a cabeça e começou a gemer baixinho. O seu ajudante começou a rir e ficar todo excitado, começou a mexer incansavelmente na sua pica que lógico, já fiz um sinal para que ele se aproximasse. Ele já chegou e colocou a pica dele para fora - era um pouco menos grossa que a do Vitor, mas era enorme, tinha uns 20 cm. Chupava uma e batia punheta na outra e ia variando.
Depois de algum tempo nessa brincadeira, o Vitor começou a tirar a camiseta, baixou mais a calça, tirou o sapato e falou - agora o patrãozinho vai ver o que é mandar aqui! Pegou no meu cabelo com força, levantou e disse - Quero arrombar você! Aquilo me deu ainda mais tesão, eu disse - quero os dois!
Ele disse - É uma puta mesmo!
Já fui levantando, tirando minha roupa, corri no banheiro, peguei camisinhas e o gel.
Coloquei a camisinha no pau deles, lambusei de gel meu cú e pedi para começar com o ajudante. Vitor na hora disse - Nada disso - eu quero arrombar primeiro! Virei de quatro e ele foi enfiando sem dó e começou a me enrabar sem parar....o Leandro na hora tirou a camisinha e ficou se punhetando e me virei e coloquei na boca.
Não estava acreditando que aquilo estava acontecendo. Estava adorando, um tesão que não cabia em mim.
Vitor depois de me fuder algum tempo saiu e pediu para o Leandro ir me comer e já foi tirando a camisinha e colocando sua pica na minha boca. Leandro colocou outra camisinha e veio me fuder. A pica dele era maior mesmo, pois eu sentia bater lá no fundo do meu rabo e ele parecia mais excitado que eu, pois percebia sua euforia e a vontade de não perder nada daquilo. Ele me comia e ao mesmo tempo pegou no meu pau e começou a bater para mim, não aguentei 2 minutos e já comecei a gozar que nem um louco no sofá.
Eu chupava loucamente a pica de Vitor que anunciou que ia gozar e segurou minha cabeça para que gozasse na minha boca - na hora tentei sair, mas ele fez mais força e me segurou e senti aquela porra toda saindo na minha boca e ele gemendo alto de prazer. Fiquei olhando para ele e senti o Leandro aumentar a velocidade e gozar com o pau enfiado no meu cú.
Só me restou engolir aquela porra e cair para o lado do sofá. Vitor me olhou e disse - você é uma putinha gostosa e foi espremendo o pau para sair as últimas gotinhas de porra. Abri minha boca e fiz sinal para ele levar até mim. Ele fez isso e dei mais uma chupadinha, limpando tudo. Leandro aproveitou o ensejo e também veio para eu chupar - a pica dele estava mais melada, pois ele gozou um monte na camisinha, mas também deixei limpinha.
Vitor virou e disse - Agora eu vou montar essa porra aqui!
Fui jogar uma agua na boca, eles se vestiram, e o Vitor grita - Pelo menos essa entrega valeu a pena. Não é todo dia que tem um cozinho para comermos.
Dei agua para eles e fiquei olhando eles montarem as coisas e ficamos falando das putaria deles nas entregas que eles fazem.
O mais safado era mesmo o ajudante Leandro que disse que curtia mais quando era putaria com homem, pois ele disse que os gays chupam mais gostoso - já catei logo que ele era mais chegado mesmo. O Vitor disse que era casado e que não curtia muito fazer essas coisas, mas tem dia que ele não conseguia evitar, que quando o cliente ou a cliente deixava ele com tesão, para ele se segurar era complicado.
Quando acabaram, perguntei se eles queriam mais alguma brincadeira e o Vitor disse que seria dificil ele repetir a performance, que era melhor nao.
Leandro já animado disse - por mim, eu topo!
Peguei no pau dos dois por cima da calça, a pica do Leandro realmente estava dura, mas disse que teria que voltar a trabalhar e eles disseram que eles também.
Me deram a mão e quando estavam na porta...
Vitor disse - Seu cuzinho é uma delicia! e o Leandro disse - sua boca é uma delicia cara.
Ri e me despedi de ambos!

Bato punheta até hoje lembrando deles....foi um tesão.

Espero encontrar outros montadores safados assim! Aliás, se quiser montar algo aqui..é só avisar!

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

DEI O CU PR 2 NEGRÕES NA CONSTRUÇÃO





Estou de férias e esta sendo a melhor férias de minha vida . Por isso estou aqui, eu resolvi colocar piso na cozinha e no banheiro do meu apartamento o Júlio, o pedreiro que fez as duas últimas obras na chacara de minha mae. E com essa obra no meu apartamento o Julio me fodeu muito com os amigos dele, ele é um homem negro de cerca de 40 anos, +/- 1.80m e uns 80kg mas com uma rola de +/- 22cmX7cm que me deixou todo arrombado......e dessa vez queria saber quem seria seus ajudantes. Bom ele chegou na quinta-feira de manhã quando, vi ele chegando e fui me preparar pq eu tinha certeza que ia rolar alguma coisa pelos olhares que eu dei nele e q ele retribuiu até mesmo qndo ele foi fazer o serviço na casa de minha mãe,e sendo assim teve um dia q minha mãe precisou sair e eu fiquei sozinho la na chacara com ele e começamos a conversar e tal e chegamos na parte de sexo e ele me disse q era louco por um cuzinho mas a mulher dele não liberava e eu ja fiquei louco de tesão mas não podia fazer nada ali na casa de minha mãe pq tinha outros empregados da chacara la, então só fiquei na vontade mesmo mas ai chamei ele pra ir fazer o serviço no meu ap e ele aceitou então ele foi fazer orçamento me passou valores e fechei com ele de ir fazer na proxima semana q eu estaria em casa e ele aceitou e chegou o grande dia da obra começar. deixei meu cuzinho lisinho e limpinho e meu corpo também todo lisinho.....queria virar a fêmea dele , ficar putinha, bem safada pra ele, já que a esposa dele não deixa ele meter no cu dela.....então ele fica no maior tesão quando come um cuzinho.
Passei um creme no meu corpo todo e então coloquei uma calcinha fio dental vermelha, um shortinho branco de dormir bem coladinho e curto, uma camiseta regata curtinha.......uso somente na intimidade essas coisas, e depois que terminei meu banho fui até a cozinha e ele estava lá terminando de tomar um café, quando ele me viu mudou até o semblante.......”Olá....demorou no banho achei que ia ter q bater na porta pra saber se estava tudo bem ,mas já vi que você está e muito animadinho né....” “Claro que estou, estava me preparando pra ajudar você no que precisar ai ele disse certeza no que eu precisar mesmo eu disse que sim,i ele disse que hj o dia seria bem produtivo e que ele ja sabia qual era a minha então ele queria eu bem putinha pra ele pq na ultima conversa que tivemos la na casa da minha mãe ele viu que eu fiquei muito interessado nele eu so dei um sorriso safado, ai eu abaixei pra pegar algo no chão e meu shorts abaixou dando pra ver q eu estava de calcinha ai ele disse olha so ja esta de putinha sem q eu pedisse ein ai eu perguntei e ai....gostou?” “Muito....acho que a gente podia até aproveitar e matar esse tesão antes que eu comece a trabalhar....o que você acha?”....disse isso e já foi se aproximando de mim e pegando na minha bunda e eu só empinava mais pra ele. Levei minha mão no pau dele e já pude sentir aquele cacetão que nem duro estava e já estava grande.......ele desceu a bermuda e a rola saltou pra fora batendo na minha coxa, nossa só de lembrar fico no maior tesão!!!!!!.......segurei na rola dele e puxei ele pro meu quarto, cheguei já me ajoelhando e colocando sua pica na boca e chupando bem gostoso......que delicia de pica!!!!! Ela foi crescendo e engrossando a medida que eu chupava e lambia seu saco e logo pude ver de novo aquele cacetão de cerca de 22cm que meu cuzinho já piscava muito de vontade.
Depois de chupar muito sua pica ele me levantou e disse que queria ver meu cuzinho, ver se eu andava dando muito, tirou meu shortinho e me vendo com aquela calcinha toda enterrada na bunda ele me deu uns tapinhas e disse pra mim ficar de quatro na cama......então ele foi tirando bem devagar a minha calcinha e lambendo meu rego até chegar no meu cuzinho que piscava de tanto tesão........então ele lambeu bem gostoso meu cu deixando ele molhadinho......então ele colocou a piroca na minha boca de novo e deixei ela bem dura e molhadinha também......aí ele segurou minha bunda com as duas mãos e enquanto apertava e dava uns tapinhas começou a passar a cabeça da picona no meu cuzinho já todo molhadinho........”Putinha sem vergonha...que sentir meu caralho no seu cuzinho hein......quer!....quer seu macho te comendo bem gostoso puta safada!!!”......”Ai quero....me faz sentir bem putinha vai......me come gostoso, mete esse pirocão no meu cu vai.....ssshhhhh........vai, me come !!!!!!!.........fui sentindo a cabeça do pau dele entrando e abrindo meu cu, foi entrando gostoso cada centímetro da pica, aí ele tirava um pouco e enfiava de novo até ele meter quase tudo.......Que delicia!!!!!!.......gemia gostoso sentindo aquela pica gostosa no meu cu.....gemia como uma putinha deve gemer pro seu macho.......ele metia gostoso me dando uns tapinhas na bunda e me chamando de vadia, de putinha, de cachorra..........nossa tava muito bom!!!!!.......sua pica já entrava e saia bem gostoso e ele então segurou nos meu ombros e começou a meter tudo e tirar batendo seu corpo contra minha bunda e me fazendo sentir seu pau todo dentro de mim......ele então num gemido mais forte tirou seu pau do meu cu todo arrombado e gozou forte.......senti aquela porra toda espirrando na minha bunda, nas minhas costas, me deixando todo molhado de esperma quente......que delicia!!!!!! Logo de manhã assim ter o cuzinho arrombado por um negro gostoso e cacetudo e ficar todo esporrado.........ele gemeu mais um pouco enquanto terminava de gozar na minha bunda e passando o pau na minha coxa deixou aquele restinho de porra que sai da pica, pegou sua roupa e começou a se vestir.......”Que gostoso cara, você dá esse cuzinho muito gostoso.....já tinha um tempo que eu não comia um cuzinho assim.........ah! muito bom. Mas de tarde quero mais hein!....agora vou trabalhar tá......” disse isso e foi saindo do meu quarto e me deixando ali de bruços com a bundinha pra cima toda esporrada.....hummm, fiquei ali uns 05 minutos sentindo minha bunda e meu cuzinho lambuzados e depois fui ao banheiro me lavar.......me vesti de novo com as minhas roupinhas e olhei pela porta ele que já estava trabalhando........fui até a cozinha arrumar alguma coisa pra comer antes do almoço e vi ele me olhando......caramba ia ser muito bom passar cerca de 04 dias vestido como uma putinha durante o dia e dando para
aquele negão caralhudo na hora que ele quisesse.......isso sem contar os ajudantes que ele vai trazer q esta na outra obra finalizando . E foi assim que aconteceu, de tarde ele terminou o serviço do dia, tomou um banho por volta de 4 e meia e veio me comer de novo......mais uma vez me pegou como uma puta gosta e tirando minhas poucas roupas me fudeu gostoso....mas agora ele queria gozar na minha boca e depois de meter muito ele colocou aquele pirocão na minha boca e gozou......senti toda aquela porra na boca e acabei gozando também........engoli quase tudo e ainda lambi seu pau deixando ele bem limpinho........enquanto ele se vestia,pois não podíamos demorar porque ele ia na outra obra pra receber e combinar com os ajudantes de vir na minha casa e ele me disse que no outro dia ia trazer um ajudante pra obra e também pra me comer,que eu ia adorar o amigo dele...........disse pra ele que ia esperar ancioso por eles.......ele então foi embora e tratei de me recompor. No outro dia antes deles chegar me vesti de novo como uma putinha, só colocando agora uma calcinha fio dental preta eo shorts........e depois que o Júlio chegou fui até a cozinha e ele estava tomando café junto com o ajudante dele, outro cara negro mais novo que o Julio e um pouco mais magro que ele me apresentou como Chico mas que depois eu ia chamar ele de Chicão, perguntei porque e ele levantou e desceu a bermuda e colocou pra fora uma rola preta com um cabeção roxo e foi chegando mais perto de mim e já foi pegando na minha bunda e alisando......”E aí gostou do que viu...hum....gosta de um cacetão né? Tu vai gostar mais quando ele ficar duro......” “Tenho certeza que vou....Chicão!”...Vai lá Chicão, vai comer essa putinha que daqui a pouco eu vou lá...” Fui para o meu quarto junto com o Chicão e ele já foi chegando e tirando minha roupa e me alisando todo, me lambendo, apertando e batendo na minha bunda e me chamando de putinha.....até ele mandar chupar a pica dele, fiquei de quatro na cama e ele em pé e comecei a mamar naquela rola gostosa, adoro mamar numa pica meio mole e fazer ela crescer na minha boca.......e como cresceu a do Chicão....fui chupando, chupando e quando vi a pica dele tava do mesmo tamanho que a do Júlio,mas o Chicão parece que tava mais fogoso que o Júlio e enquanto eu mamava na sua rola ele ficava me alisando todo,inclusive minha bunda onde ele me dava vários tapinhas e continuava me chamando de puta e vadia......aí o Júlio chegou e o Chicão então disse pra ele meter a pica dele na minha boca que ele ia comer meu cu.......ele subiu na cama e tirando minha calcinha de uma vez deu uma cuspida no meu cu, encostou a cabeça do pau e foi empurrando, ao mesmo tempo senti a rolona do Julio na minha boca, quando a cabeça do pau do Chicão entrou dei um gemido abafado e senti a pica do Chicão entrar.....nossa fiquei louco de tesão sentindo aquele pauzão no meu cu enquanto mamava na rola do Júlio......Chicão metia gostoso e forte até o Júlio pedir pra me comer.......aí o Chicão veio e colocou o pau na minha boca e disse que era pra mim chupar gostoso e fazer ele gozar......enquanto isso o Julio enfiou a picona dele no meu cu e já foi bombando sem dó........chupei a rola do Chicão até ele gozar na minha boca e na minha cara...humm que delicia de porra!!!!!.....O Julio vendo eu me lambuzar todo também acelerou as metidas e gozou na minha bunda me deixando todo melado de porra também, tomei um banho de esperma dos dois.......eles ficaram ali me olhando e me dizendo palavrões e me chamando de puta safada e que eu tinha gostado e etc.......eles se vestiram e foram trabalhar e mais uma vez fiquei ali pelado em cima da cama todo esporrado e claro me sentindo bem putinha..........Adorei!!!......No final da tarde eles vieram de novo e fizeram tudo de novo.........foi assim por dois dias, o Julio e o Chicão me comendo todos os dias........até que faltando uns dois dias pra obra acabar eu tive uma gostosa e excitante surpresa...........mas conto depois pra vocês!!!!!!
Olha, eu adoro suruba, principalmente com negros, mas também não dispenso um cara sozinho, gosto que me fodam........de preferência como se eu fosse uma putinha, pois adoro!!!!!! Se alguém quiser comprovar é só me escrever.

Ficha do Conto

Escritor:
kerovchh

Nome do conto:
reforma no ap com dois negão...

Codigo do conto:
41462

Categoria:
Gays

Data do Envio:
19/01/2014

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe

COROA BARRIGUDO, BAIXINHO E PELADO FODENDO TUDO




domingo, 19 de janeiro de 2014

TREPANDO COM O GORDINHO NA BAHIA





Ola meu nome é Gustavo tenho 43 anos sou branquinho gordinho, olhos azuis, sou casado a 23 anos, tenho 3 filhos um de 7 uma menina de 15 e um garoto de 19 anos, sou engenheiro...

Tudo aconteceu há uns 2 meses atrás. Toda semana no trabalho eu entro no bate-papo do UOL para conversar com a mulherada, marcar uma sacanagem mesmo. Nesse dia entrei por idade e um rapaz me encheu o saco para conversar com ele, acabei dando atenção e conversamos. Ele começou me "xavecar" na cara dura e eu fui vendo até onde ele ia. Comecei a ficar com tesão, marcamos de entrar mais tarde, nessa época era MSN (sou antigo), já em casa, pois estava no trabalho.

Já a noite em casa fui para meu escritório, tranquei a porta, entrei na internet e ele estava online, parecia que não tinha o que fazer, ou estava me esperando mesmo e voltamos a conversar, com o tempo abrimos a camera e vi até um carinha interessante, ele era moreno, fortinho parecia aqueles cafuçus pedreiros, meio baixinho, troncudo, levemente peludo, não sei porque mas aqui estava começando a me levantar um desejo. Estava com medo da minha mulher entrar ali, ou meus filhos para vir conversar alguma coisa, mas continuei a conversa, quando ele me perguntou:

_Tá gostando?

Respondi que sim!

_Quer ver meu pau? 
__Sim!

Ele então baixo a cueca e eu vi um pau moreno de uns 18cm, grosso, roludo, completamente reto, parecia um desodorante, nunca tinha reparado, nunca tinha sentido aquele desejo, mas aquele cacete era muito bonito, bem maior que o meu cheio. Ele tinha pernas muito bonitas e gostosas com a uma virilha linda, limpinha.

Quando eu estava quase sem palavras, ele falou:

_Me mostra sua bunda?!
_Que nada cara, sou macho, eu mostro o pau quer? - Respondi quase desligando o computador. Me senti ofendido, eu pai de 3 filhos, casado e alguém pedindo pra eu mostrar o cú? era uma ofensa.

Quando ele se levantou lá do outro lado e me mostrou seu corpo, cheio de juventude, todo durinho moreninho queimado da praia. Aquele cara poderia dá ou comer muito gente, o que era que ele tava fazendo ali conversando comigo, já era um coroa pra ele e o questionei, quando ele me disse: 

_Cara, só senti tesão por caras mais velhos que eu como você, só me mostra sua bunda, vai?!

Do nada, me levantei, fui tirando a cueca (tava louco) e mostrei...

Ele então bateu punheta me olhando arrebitar minha bunda naquela sala, de frente para um computador, servindo de puta para um estranho que nunca tinha visto. Mas aquilo estava mexendo comigo. Quando ele disse:

_Quero ver você! Quero transar com você. Vamos nos encontrar quando? Amanhã?
_To fora cara, já fui longe demais, meu negocio é buceta, mulher!
_A gente se encontra amanhã quando você sair do trabalho. No terminal central às 18h. Ta ok?!
_Cara, eu não vou, não! Marca com outro.
_Eu sei que você vai... Conheço pouco gente aqui. Cheguei da Bahia faz um mês e adoraria fazer mais amigos. Sei que você vai ser meu amigo, eu sei que você gostou do meu corpo, porque eu gostei do seu.
_Tá cara, mas num vou não!
_Faça o seguinte, amanhã na mesma hora a gente conversa e combina, eu sei que você vai.

Desliguei o computador e foi dormir. Na cama, não sei o que aconteceu comigo. Eu e minha esposa só transávamos no sábado ou feriados devido a mais de 17 anos de casado, mas naquele dia a gente trepou, mas tava com minha cabeça a mil cheia de tesão. Quando acordei, estava todo animado... 

CONTINUA... Aguarde o final dessa história real
Siga o Instagram: @ContosDeBanana
Whats: (11)95301-9443



 Ele disse que queria me ver eu disse nao que tinha medo pois era casado ele disse que veio da bahia fazia 1 mes que nao conhecia nada aki entao decidi sair com ele para beber e nos conhecer peguei ele no terminal fomos em um bar eu para tomar corragem bebi bastante quase nao me aguentava mais ai decidimos ir embora mais estava mt bebado fomos para o carro la no carro ele me colocou no banco de tras eu me lembro de tudo mais nao tinha forças para reagir ele se sentou do meu lado tirou o pau para fora e falow vai mama ai putinha comecei a chupar ele gostoso sentia o cheiro e o gosto do pau dele ele passava a mao na minha bunda por dentro da calça tentava enfia o dedo no meu cu ate que conseguiu eu so reclamava mais nao reagia pois nao tinha forcas entao ele tirou minha calça e me deito de barriga para baixo deito em cima de mim e começo a força a pica no meu cu doia d+ mais deixei pois ele era mais forte que eu , ate que entro de uma vez dei um grito dentro do carro ele jogo o corpo em cima de mim senti o peso dele e a respiraçao dele no meu pescoço a cada bombada que ele dava parecia que meu cu estava pegando fogo ele comeu a me comer mais rapido eu so gemia de dor e tesao pedia para ele ir mais devegar ele mandava eu cala a boca sentia a virilha dele peluda roçando minha bunda o suar dele em mim ele me chamava de putinha e beijava meu pescoço enquanto botava forte no meu cu ele saiu de cima de mim e me botou de 4 e deu uns 3 tapas na minha bunda branca que fikou a marca colocou o pinto no meu cu de novo e começo a bomba ate que senti seu pau pulsar no meu cu e ele gozou encheu meu cu de porra ele se sentou eu fiquei detado de bruços ele pegou minha calça limpou o pau dele pego minha carteira pegou todo o dinheiro que tinha dentro e falow que aquele era o pagamento dele e foi embora me recompus dirigi ate em casa graças a deus minha mulher estava dormindo, tomei um banho meu cu estava ardento pra caramba deitei na cama ele me mando uma msg no celular "minha putinha chegou bem em casa?" Respondi sim amor ! Me apaixonei por rola nesse dia

sábado, 18 de janeiro de 2014

SEXO COM O VIGIA





Olá, sou um nissei e desde pequeno brincava com um primo. Nunca chegamos a transar de verdade o maximo que fiz, foram alguns boquetes quando ia dormir na casa dele, mas depois que fomos crescendo paramos com as brincadeiras, depois de um tempo, meu lado FEMININO voltou a acordar e quem fez ele acordar foi um vigia que trabalhava no condomínio em que morava. O nome dele era Miguel, um senhor negro de 1,80m de altura, ombros largos e não aparentava os 65 anos que tinha e adorava bater papo com vários moradores, inclusive comigo, sempre perguntando de namoradas e tal. Na época eu tinha 18 anos e vários vigias trabalhavam em sistema de rodízio, as vezes de dia e outros à noite. No condomínio onde morava existiam 2 entradas. A principal que ficava em uma rua movimentada e outra, pouco usada, na rua de trás, sem movimento nenhum. Claro que apesar de pouco usada, a entrada de trás sempre tinha um dos vigias. Eu e meus amigos sempre usávamos esta entrada para irmos a um clube que ficava perto do condomínio ou para fumarmos escondidos. Um dia, fomos a um baile de carnaval e voltamos já quase amanhecendo, batemos no portão para entrarmos e o seu Miguel estava de vigia naquele dia. Como sempre, eu e meus amigos paramos para conversarmos um pouco com ele e aproveitamos para fumar um cigarrinho de palha que ele sempre fazia para nós. Depois de um tempinho falamos que íamos dormir, pois já estava ficando claro acabei ficando por último do grupo e quando todos os meus amigos estavam de costas para nós, sinto seu Miguel me abraçando por trás, me dando uma tremenda encoxada. Senti o pau dele bem duro na minha bunda e me assustei. Me livrei dele, antes que meus amigos percebessem alguma coisa e saí correndo sem olhar para trás. Fiquei espantado porque ele sempre foi respeitador com todos e nunca ouvi nenhuma reclamação dele. Aquilo ficou na minha cabeça, mas pensei que não podia deixar acontecer nada, principalmente porque era onde eu morava e alguém poderia acabar descobrindo. Tomei o cuidado de sempre estar com algum amigo quando íamos fumar. Certa noite, fomos ao clube para uma festa e me perdi dos meus amigos, como não encontrei ninguém resolvi ir embora sozinho mesmo. Quando estava quase chegando no condomínio, uns moleques tentaram me assaltar, mas saí correndo e tive tempo de bater no portão pedindo socorro e para que o vigia abrisse rápido. Seu Miguel abriu o portão com o cassetete na mão, já correndo atrás dos pivetes, que deram meia volta e fugiram. Seu Miguel e deu uma tremenda bronca, dizendo que eu era doido de andar a noite sozinho, ainda mais naquela rua escura. Ainda assustado, resolvi esperar e fumar um cigarro antes de ir para casa. Começamos a conversar e seu Miguel me perguntou porque eu quase não aparecia mais. Falei que andava meio sem tempo por causa do colégio. Ele perguntou se era por causa do que aconteceu no outro dia. Falei que não, que não tinha nada a ver e que gostava de conversar com ele. Nisso ele emendou se eu pensava no que tinha acontecido. Fui sincero e falei que sim, mas não queria que acontecesse nada, por ser onde morava e alguem acabar descobrindo. Ele me perguntou se brincava com outros garotos e falei que não, mas já havia brincado com um primo. Na hora que falei isso, notei que a calça dele estufou e fiquei imóvel olhando para o volume. Ele perguntou o que fazíamos e disse que eu fiz apenas alguns boquetes. Perguntou então se o pau do meu primo era igual ao dele, abriu o ziper da calça e sacou um pinto lindo. Preto no corpo e a cabeça um pouco mais clara meio torto para esquerda. Fiquei hipnotizado olhando ele começar a mexer naquela cobra. Ele me pediu para tocar e eu meio que hipnotizado, peguei aquela coisa grande, grossa e quente. Seu Miguel pediu para que eu tocasse uma punheta. Como o lugar era escuro e poderíamos ver qualquer pessoa se aproximando, acabaei fazendo o que ele me pediu. Comecei a punheta e aquilo ficou maior ainda, acho que pelo menos uns 20cm ele começou a gemer baixinho, de repente me puxou para ele e me deu um beijo, enfiando a lingua na minha boca, fiquei com receio no começo, as como ele não me soltou, acabei deixando rolar. Quando vi ele já tava chupando meu pescoço e orelha, me dando arrepios de tesão. Apertava muito minha bunda esfregando as pontas dos dedos bem no meu cuzinho que estava piscando. Me soltou e disse para ir até o salão de festas e esperar por ele. Neste salão tinha a cozinha que os vigias usavam para esquentar a marmita e descansar num sofá bem velho. Entrei no salão e depois que o seu Miguel viu que ninguém tinha nos visto, entrou já me puxando para a cozinha e tirando o pau para fora, pediu para continuar com a punheta, já me agarrando e me beijando novamente, fiquei molinho de tesão, por aquele negro enorme me agarrando. depois de me beijar bastante, seu Miguel começou a forçar meus ombros para baixo, pedindo para eu mostrar como eu fazia com meu primo. Fui abaixando e quando fiquei frente a frente com aquela cobra, olhei para cima e disse, seu Miguel, isso não vai caber na minha boca ele disse que com jeitinho eu conseguia. Abri bem a boca e só entrou a cabeça. Aquele gosto de pau foi me deixando maluco de tesão e fui tentando chupar. Como não tinha muita experiência, ele foi me ensinando a chupar como ele queria que eu fizesse e depois de um tempo já estava conseguindo engolir pelo menos a metade daquela delíciosa pica depois de um tempo assim, ele pediu para ver minha bundinha que deixava ele doido. Falei que poderia mostrar mas que era só para olhar pois não ia conseguir aguentar aquele monstro em mim. Ele sorriu e disse para não me preocupar e confiasse nele. Abaixei minha calça e fiquei de costas para ele que disse, nossa muito melhor do que eu tinha imaginado. Me levou para a mesa e fez eu apoiar o tronco nela, deixando minha bunda bem exposta. Seu Miguel se abaixou e começou a beijar inha bunda, dando tapinhas de leve, apertando e de repente eu sinto a ponta da lingua bem no meu cuzinho. Nossa, soltei um gemido e ele se animou enfiando cada vez mais fundo sua lingua no meu cuzinho estava ficando muito gostoso. Depois da lingua ele foi enfiando um, dois até tres dedos no meu cuzinho virgem, deixando ele bem laceado já estava com medo do que viria depois e falei que precisa ir embora pois já tinha passado muito da hora de chegar em casa e ele falou que eu não poderia ir antes de fazer ele gozar gostoso. Dizendo isso ele deitou sobre mim colocando todo o seu peso, não me deixando escapar encostou a cabeça daquele monstro e começou a forçar, mas como era muito grosso não conseguia entrar de jeito nenhum, me causando muita dor. Ele então pegou um frasco com azeite de oliva, e derramou um pouco no meu cuzinho, já enfiando logo 3 dedos de uma vez, me fazendo dar um grito assustado. Ele então tampou minha boca e começou a fazer um entra e sai no meu cuzinho, que acabou se acostumando e já tava começando a sentir prazer e gemia muito, quando ele parou e se ajeitou novamente atrás de mim disse para eu relaxar que ele ia ser bem carinhoso comigo e que sentisse dor ele parava na hora. Meteu então a cabeça que entrou bem mais fácil, doendo só um pouco. Ia metendo e quando via que eu ia reclamar de dor ou desconforto parava e tirava um pouquinho. Foi fazendo esses movimentos e repente senti seus pentelhos encostando na minha bunda. Nossa não acreditava que aquela pica enorme tinha entrado toda no meu cuzinho virgem. Seu Miguel perguntou se estava doendo e falei que além de não estar doendo tava sentindo muito tesão no meu cuzinho. Ele então começou a fazer movimentos de entra e sai devagar e foi aumentando cada vez mais rápido me deixando totalmente mole deitando de bruços na mesa com aquele negro enorme me arrombando e me xingando de viadinho gostoso que eu ia ser a gueixa dele quando ele quisesse senão espalhava para o prédio todo que eu era um viadinho que gostava de rola grande. De repente ele dá um gemido muito forte e sinto uma coisa quente por dentro. Ele tinha batizado meu reguinho com sua porra. Ele tirou o pau do meu cuzinho e mandou eu me vestir. Falei que precisa me limpar e ele disse para eu ir assim mesmo, com a porra escorrendo do cuzinho até chegar em casa que era para ir aprendendo a ser bem putinha, porque ele ia querer outras vezes. Saí do salão de festas e estava chegando no meu bloco, quando o outro vigia perguntou do Sr. Miguel. Falei que não sabia e fui subindo as escadas para meu apartamento e olhei para trás. O vigia estava me olhando e passando a mão por cima do pau. Fiquei assustado e fui logo para meu apartamento. Entrei no banheiro e quando tirei a roupa para tomar banho que percebi que a calça estava toda manchada de porra e sangue que escorreu do meu cuzinho na parte de fora da calça clara, que ficou abaixada nos meus pés durante a foda com Sr. Miguel...

MEU MOTORISTA, MEU MACHO, O FODEDOR DO MEU CU



Espero que todos estejam tendo um ótimo dia ate agora e que fique ainda melhor com o que eu vou contar agora, meu nome e Edgar tenho 25 anos, loiro dos olhos verdes, gosto de malhar, prefiro raspar todo o corpo. Bom meu pai trabalhou por vários anos para uma família como motorista, com sua aposentadoria resolveu me passar o posto o que foi aceito pelos patrões. Basicamente eu ficava por conta de manter o carro da Sra Andréia em funcionamento, leva la aos seus compromissos, salão, amigas, compras o que já não era mais tão freqüente devido sua idade alem de transportar Luiz o único filho do casal para onde ele precisasse, escola, caratê, cursos, festas. Quando Luiz fez 18 anos fiquei com receio de ser mandado embora, pois o Dr Álvaro presenteou o filho com um carro zero km, porem disse que ele so iria dirigir quando tirasse a carteira e se passasse para a faculdade, a faculdade Luiz passou, porem estava com dificuldades na carteira de motorista.




Em um feriado prolongado onde tive folga, Luiz pegou o carro sem autorização e se envolveu em um acidente, coisa leve mal amassou o carro, o outro também não teve grande avaria, porem fez com que Dr Álvaro se irritasse e vendeu o carro.




Luiz tinha vários compromissos, jiu jitsu, inglês, aula de guitarra, academia, natação e faculdade a noite. Claro que estas atividades eram intercaladas por toda a semana e mesmo com todo o dinheiro e vários conhecimentos que tinha Luiz era um cara legal simpático, não era aqueles riquinhos metidos, bom pelo menos não na maior parte do tempo afinal ele sempre foi muito mimado e às vezes este lado aparece o que é compreensível. Logo no inicio percebi que ele gostou de mim, já nos conhecíamos embora nunca tivemos uma conversa apenas cumprimentos algumas frases só, percebi que ele gostava muito do meu pai, me teceu vários elogios sobre ele, com o passar dos dias sempre que íamos aos lugares puxava vários assuntos e sempre me olhava muito, a principio achei que era por eu ser uma novidade afinal ele estava acostumado com uma outra pessoa, mas depois percebi que seus olhares eram intensos, olhava em meus olhos, meu peito e para entre minhas pernas quando percebia desviava o olhar para meu rosto, resolvi deixar para la e fingir não perceber.




O tempo passou e depois de um mês, algo novo começou a acontecer, Luiz que antes se trocava no treino de Jiu jitsu passou a ir de quimono, e sempre com ele aberto na ida com a faixa na mão e na volta vinha sem a parte de cima apenas com a calça reclamando do calor, chegou a perguntar se eu não me importava o que respondi que não e ele com um sorrisinho maroto nos lábios. Para a academia passou a usar mais camisas regatas, short’s cada vez mais curtos e voltar sem camisa, por diversas vezes me disse para que eu também tirasse a minha mas disse que estava no trabalho e mesmo com sua insistência não tirei. A conversa também ficou a cada dia mais quente e por diversas vezes tive que mudar de assunto a situação estava ficando complicada, perguntei ao meu pai se ele tinha percebido algo estranho com Luiz ele com um sorrisinho de lado disse que não e me questionou o porquê da pergunta, disse que não era nada, apenas uma impressão minha.




Luiz começou a me convidar para festas as quais dispensei, começou a inventar varias desculpas e motivos para que eu fosse ao seu quarto e por diversas vezes se trocava em minha frente, sempre com um sorriso safado nos lábios e frases de duplo sentido na ponta da língua, confesso que aquele assedio por aquele garoto estava começando a mexer comigo, aquele corpo jovem, magro, mas com definição pelos exercícios e atividades físicas, uma bunda arrebitada, olhos de olhar intenso verdes, cabelo dourado sem um pelo em nenhuma parte chegou a me deixar de pau duro varias vezes e eu nunca tive este tipo de sentimento por homem algum ate aquele momento.




Tanto Luiz fez que acabou me convencendo a fazer algumas atividades com ele, meu tempo estava realmente escasso e ficar esperando ele em suas atividades como eu fazia na maior parte das vezes sem nada para fazer era realmente um perda de tempo, Luiz convenceu primeiro seu pai que isso seria uma boa idéia que eu o faria companhia e que eu ficaria mais descansado uma vez que não teria que fazer as atividades fora do horário do trabalho, sabia que tudo aquilo era uma desculpa mas seria mesmo uma boa idéia poder me exercitar no horário de trabalho ainda mais que meu patrão iria pagar as aulas. Tudo acertado me matriculei na academia, natação e jiu jitsu.




A primeira vez que me viu trocar de roupa no vestiário Luiz ficou hipnotizado ate perguntei se ele estava bem, e ele com seu sorriso maroto disse que muito bem, sempre o pegava me observando na academia e na natação, no jiu jitsu sempre que treinávamos juntos Luiz sempre tirava uma casquinha apesar de perceber que ele se controlava para não deixar que ninguém percebesse.




Depois de mais ou menos uns dois meses deste fato recebi uma ligação do Dr. Álvaro me pedindo para ir buscar seu filho em uma festa ele teria bebido um pouco a mais e o pai queria que alguém de confiança o buscasse, achei estranho pois porque Luiz iria ligar para seu pai ao invés de chamar um táxi ou me ligar sendo que ele sabia que seus pais não estariam em casa, Luiz sabia que seus pais estavam viajando, bom isso não importava, fui a boate buscar Luiz. Chegando a boate encontrei Luiz esperando na porta tinha bebido, mas não estava tão bêbado,me deu um abraço e disse:




_ Que bom que você atendeu meu pedido amigo!




_ Vamos logo Lucas pro carro!




Chegando na casa o moleque fingiu estar dormindo e por mais que eu fizesse ele não quis levantar, carreguei o ate seu quarto e quando eu o coloquei na cama ele me puxou e me deu um beijo o empurrei




_ Ficou louco Luiz?




_ Sim Louco por você desde que veio trabalhar aqui e não finja que não notou.




Disse Luiz tirando a roupa.




_ Eu vou embora você já esta entregue, em casa, thaw!




_ Não, volta aqui, vai mesmo me deixar aqui sozinho e bêbado?




_ Bebeu por que quis, se queria companhia viajasse com seus pais.




_ Não queria a companhia deles queria a sua!




Falou luiz me abraçando por traz, eu o empurrei dizendo para me largar, mas o empurrei forte, ele bêbado e um pouco de teatro caiu batendo a cabeça na mesinha de centro e gritou de dor, dizendo que eu o tinha machucado, fiquei preocupado e fui ver o que tinha acontecido, realmente tinha levantado um galo na hora e tinha um pequeno corte, perguntei se ele queria ir ao medico, fingindo estar contrariado me mandou ir embora, disse que não, já que ele não queria ir ao medico eu iria colocar um curativo, peguei na maleta de primeiros socorros um anticéptico e um curativo, assim que eu terminei novamente fui agarrado, o safado me beijou e já colocou uma mão dentro da minha calça pegando em meu pau, tentei sair de seu agarramento, mas ele também é forte, se virou e conseguiu ficar em cima de mim no chão.




_ Agora você é meu gostoso!




Luiz começou a rebolar em cima do meu cacete ainda dentro da roupa , segurava meus braços e me beijava o pescoço, minha boca e eu tentando me livrar mas sem tanto esforço mais, de uma certa forma estava gostando daquilo, Luiz percebendo minha falta de vontade de tira lo de cima de mim começou a desabotoar minha camisa e beijar meu peitoral, desabotoou minha calça tirou meu pau para fora e caiu de boca, mamava gostoso e eu afagava seus cabelos lisos enquanto recebia um dos melhores boquetes que já havia recebido. Depois de muito me chupar sentou novamente em cima de mim posicionando seu cuzinho na ponta do meu pau e tentou forçar a entrada, mas não aceitei e tirei ele de cima de mim.




_ Tudo bem, agora que já me deixou de pau duro vou fazer o que você ta querendo a tempos mas terá que ser de camisinha.




_ Ok, vem vamos para meu quarto que la tem tudo que precisamos.




Subimos e Luiz me entregou uma cartela de preservativos e um tubo de lubrificantes ficou de quatro na cama empinou a bunda e disse agora vem meu macho e mete aqui no seu vadio safado. Eu já louco de tesão encapei meu cacete, enfiei logo dois dedos lubrificando o cu de Luiz e logo já meti fundo de uma so vez tirando um grito do filho do patrão.




_ Isso mete, vem, soca mesmo meu macho




_ Era isso que você queria é, rola no cu moleque?




_ Isso era exatamente isso mete tudo gostoso!




Metia com tudo forte mesmo, segurei na cintura de Luiz e bombava sem do, meu suor já escorria em minhas costas Luiz também suava, virei meu patrãozinho safado de comecei a come lo de frango assado vendo sua cara de prazer sentindo meu cacete entrar e sair de seu cu. Que delicia foi meter naquele rabo, gozei gostoso dentro dele meti uma ultima vez bem fundo e deixei meu pau la dentro, deitando por cima de luiz que gozou sem ao menos tocar em seu pau sentindo meu cacete pulsar dentro dele.




No outro dia acordei pelado na cama de Luiz sozinho no quarto, pela janela o vi na piscina nadando pelado. Desci me disse para tomar café da manha embora já fosse quase 11:00 hs tomei café e depois fui puxado por Luiz para a piscina, agarrei Luiz e nos beijamos muito, sentei na beira da piscina e meu patrãozinho me pagou um magnífico boquete, depois de me deixar ainda mais excitado meti bem gostoso naquele rabo delicioso dentro da piscina. Foi assim o dia todo, trepávamos, descansávamos, comíamos algo e depois eu comia Luiz ou ele me chupava.

O MECÂNICO FUDEU MEU RABO





Trabalhei durante alguns anos no sul de Minas Gerais e voltava para S Paulo todos os finais de semana. Na época em que isso que vou relatar se passou tinha 50 anos e estava sozinho, sem namorado.
Naquela região de Minas havia poucos caras assumidos e era muito difícil sair com alguém, então voltava todo final de semana para S Paulo para matar minha sede de sexo.
Numa sexta feira a noite estava voltando para S Paulo quando estourou um pneu do meu carro na pista expressa da Dutra, já bem próximo de Guarulhos, mas como o transito era pesado e eu estava no acostamento da esquerda, não tinha como trocar o pneu, assim resolvi chamar o socorro da minha seguradora pelo celular. Esperei por uns 30 minutos até que um carro guincho apareceu e estacionou na frente do meu carro.
Quando o mecânico desceu não pude deixar de observar que o cara era um tesão de macho. Vestindo um jeans bem justo não pude deixar de observar que tinha um volume considerável entre as pernas, mas não quis investir, pois na minha cabeça “mecânicos são extremamente machos e preconceituosos”.
Perguntei a ele se não seria melhor rebocar o carro para um local mais seguro, mas ele disse que trocaria o pneu ali mesmo e começou logo o serviço com a habilidade que todo macho possui, enquanto eu não parava de olhar para sua mala e desejava engolir aquela tora.
Alguns minutos depois o pneu do meu carro estava trocado. Assinei a papeleta do serviço executado e ainda cheio de tesão agradeci e fui para meu carro. Ao dar partida, percebo que a bateria havia arriado, talvez por ficar muito tempo como pisca alerta ligado. Volto então ao caminhão da seguradora e digo que estava sem bateria. Ele então me disse:
- Não se preocupe, uma chupeta resolve esse problema....
Ele então desceu do seu guincho e colocou o dispositivo para carregar a bateria. Nem 3 minutos se passaram e ele pediu que eu desse a partida no carro, que pegou na mesma hora. Então, na maior cara de pau disse:
- Essa chupeta foi muita rápida.....nem deu tempo pra gozar!
Ao que ele respondeu:
- Se quiser uma chupeta melhor, suba no meu caminhão!
Não acreditei no que estava ouvindo, mas respondi que realmente estava a fim de uma chupeta mais completa. Ele então abriu a porta do passageiro do seu caminhão e eu entrei.
Assim que entrei ele já veio abrindo o zíper da minha calça e caiu de boca no meu cacete. Que delicia sentir aquele macho chupando meu pau louco de tesão. Pedi a ele que abaixasse sua calça e ele o fez na maior rapidez, desprendendo um cacete enorme e duro de mais de 20 cm. Começamos a nos acariciar e chupar mutuamente até que ele me pediu para comer seu cuzinho.
Era inacreditável ver aquele macho dono de um cacete enorme virar de lado e piscar aquele cuzinho pedindo por pica. Mesmo sem camisinha investi naquele cu maravilhoso e embora sem muito conforto comi aquele macho sem esforço em plena Dutra, com mil carros passando ao nosso lado.
Acabei gozando no seu cuzinho e depois de tirar meu pau labuzado do seu cuzinho percebi que ele ainda não havia gozado. Resolvi então chupar aquele cacete maravilhoso e cheio de tesão até provar da sua porra. Ele encheu minha boca com seu liquido e eu engoli todo aquele leite quente.
Antes de descer do caminhão pedi a ele que fossemos a um Motel para terminarmos aquela noite de uma maneira mais gostosa, mas seu rádio pedia insistentemente seu comparecimento para outra assistência mecânica, então resolvi pedir seu numero de celular para que pudéssemos nos ver outra vez. Ele me disse que era casado e que sua mulher, talvez por desconfiança, vigiava suas ligações. Não sei se era verdade ou se ele era apenas um apreciador de cacetes pela estrada, mas sei que fiquei até hoje esperando por um novo atendimento desse mecânico maravilhoso.
Chegando em casa fiz um elogio no site da Porto Seguro ao meu mecânico. Era o mínimo que eu poderia fazer para aquele macho delicioso.

O VIGIA BARRIGUDO COMEU MEU CU





ACONTECEU A 3 ANOS E MEIO ATRAS. DEPOIS DE UM ACIDENTE DE TRÂNSITO FIQUEI TEMPORARIAMENTE SEM CARRO, FUI OBRIGADO A UTILIZAR ONIBUS PARA IR TRABALHAR. A EMPRESA EM QUE TRABALHAVA SE LOCLIZAVA EM UM PÓLO INDUSTRIAL, DISTANTE DO CENTRO DA CIDADE ONDE EU MORAVA; NA ÉPOCA ENTRAVA AS 12:30 E SAÍA AS 22:30.

DURANTE ESSE PERÍODO, AO SAIR DA EMPRESA, TINHA QUE CAMINHAR UNS 800 METROS ATÉ O PONTO DE ONIBUS, MAS NÃO TINHA PROBLEMA POIS ESTAVA SEMPRE ACOMPANHADO DE OUTROS FUNCIONÁRIOS QUE TBM PEGAVAM ONIBUS ALÍ. DURANTE O PERCURSO PASSAVAMOS PELA PORTARIA DE OUTRAS EMPRESAS DA REGIÃO.

NUMA DESSAS PORTARIAS, NOTEI QUE HAVIA UM VIGIA QUE SEMPRE FICAVA DO LADO DE FORA DA GUARITA, ACOMPANHANDO O MOVIMENTO DAS PESSOAS QUE PASSAVAM. ELE ERA UM VERDADEIRO ARMÁRIO COM 1,90M, DEVIA PESAR UNS 95KG, MORENO, APARENTAVA 46 ANOS, AINDA POR CIMA ERA MUITO BONITO, SEMPRE COM UNIFORME IMPECÁVEL. SEMPRE QUE PASSAVA EM FRENTE AO PORTÃO,MESMO ESTANTO COM OUTRAS PESSOAS, NOTAVA QUE NINGUEM DAVA IMPORTANCIA AO FATO DELE ESTAR ALÍ, E NO ÍNICIO POR PENA, DEPOIS POR TESÃO, DAVA SEMPRE UM JEITO DE COMPRIMENTA-LO, OU COM ACENO DE MÃO, OU COM A CABEÇA, NOUTRAS QUANDO PASSAVAMOS MAIS PRÓXIMOS DO PORTÃO LHE DAVA BOA NOITE; NOTEI QUE ELE FICAVA CONTENTE COM ESSA MINHA ATITUDE.

EM UMA QUINTA-FEIRA, DEPOIS DE ALGUNS DIAS SEM CARRO,E COM MUITA VONTADE DE CONHECE-LO E CONVERSAR COM ELE. INVENTEI UMA DESCULPA PARA MEUS COLEGAS, E FALEI QUE PODERIAM IR NA FRENTE, POIS TERIA QUE FICAR PRA TERMINAR UM RELATÓRIO. DEIXEI PASSAR 20 MINUTOS E SAÍ. CHEGANDO PRÓXIMO DE SUA PORTARIA, JÁ DAVA PRA AVISTA-LO DE LONGE. FUI PENSANDO NO QUE IRIA FALAR, QUANDO PERCEBI QUE ELE JÁ ME RECONHECIA, FINGI NÃO VÊ-LO; - PAREI DO LADO DE UMA ÁRVORE E RETIREI O PAU PRA FORA, E FINGI ESTAR URINANDO, FICANDO DE LADO PRA QUE DEONDE ELE ESTAVA PUDESSE, OBSERVAR MINHA PICA JA MEIA-BOMBA, NÃO DEMOREI MUITO, ME ARRUMEI E VOLTEI A CAMINHAR, QUANDO PASSO EM FRENTE AO PORTÃO, OLHEI EM SUA DIREÇÃO E LHE DESEJEI BOA NOITE.

-ELE EDUCADAMENTE ME RESPONDEU COM OUTRO; E PELA 1ªVEZ PUXOU CONVERSA, ME PERGUNTANDO SE TINHA ME ATRASADO PRA SAIR.

ME APROXIMEI DO PORTÃO E FALEI QUE TINHA FICADO TERMINANDO UM RELATÓRIO. ESTIQUEI MINHA MÃO PELA FRESTA DO PORTÃO E ME APRESENTEI; E ELE PEGOU EM MINHA MÃO COM FIRMEZA.

-PRAZER MEU NOME É RENAN. E O SEU?

-MEU NOME É JORGE, O PRAZER É MEU! -RESPONDEU ELE.

AGORA SEGURANDO SUA MÃO, A POUCOS CENTÍMETROS DELE PUDE COMPROVAR O QUE VIA DE LONGE, ELE ERA REALMENTE LINDO E MAIS GOSTOSO DOQUE PENSAVA. TINHA UM BELO CORPO, BEM DEFINIDO OMBROS LARGOS, PELE MORENA, E UM SORRISO FRANCO E LINDO. VOLTEI A FALAR:

-ÉH ...DESCULPA, QUERIA SABER SE VC TEM O NUMERO DE TELEFONE DE ALGUM TÁXI?.. PORQUE PERDI O ULTIMO ONIBUS DA NOITE.

ELE ABRIU O PORTÃO, E ME CONVIDOU A ENTRAR.

-ENTRE!...VOU VER SE CONSIGO O NUMERO DE ALGUM NA GUARITA. AO ENTRAR NA GUARITA, ME OFERECEU UM CAFÉ ENQUANTO PROCURAVA O NÚMERO DO TELEFONE, E FOI PUXANDO ASSUNTO:

-E ENTÃO RENAN, VC MORA AONDE?

RESPONDI QUE MORAVA NO CENTRO. E ELE:

-VC É CASADO?

-NÃO, NÃO SOU! -APENAS NAMORO. E VC?..PELA ALIANÇA VEJO QUE É CASADO.

-É VERDADE! SOU CASADO A 22 ANOS E TENHO 2 FILHAS...

-VC É NOVO NA EMPRESA? ...-FAZ MAIS DE 1 ANO QUE TRABALHO AQUI NESSA PORTARIA, E SOMENTE NOS ÚLTIMOS DIAS QUE VEJO VC PASSAR POR AQUI!

RESPONDI QUE NÃO. QUE JÁ ESTAVA NA EMPRESA A + DE 2ANOS, E QUE NUNCA TINHA PASSADO POR ALÍ, PELO FATO DO ACIDENTE COM MEU CARRO.

-ELE ME FALOU, QUE EU ERA UMA DAS POUCAS PESSOAS QUE O CUMPRIMENTAVA, DURANTE TODO O TEMPO QUE ELE TRABALHAVA NAQUELE LOCAL, E ME PERGUNTOU O POR QUE DESSE TRATAMENTO DIFERENCIADO?

- EU AJEITANDO MEU PAU, FALEI QUE TINHA SIMPATIZADO COM ELE E TBM TINHA NOTADA A INDIFERENÇA DAS PESSOAS EM RELAÇÃO A ELE.




ELE ME OLHAVA COM UM SORRISO LINDO E CONFORTADOR. VEIO EM MINHA DIREÇÃO, APOIOU A MÃO EM MEU OMBRO, E FALOU:

-AMIGO, INFELISMENTE NÃO ENCONTREI O NUMERO DO TELEFONE, MAS SE VC NÃO ESTIVER COM MUITA PRESSA, POSSO DE DAR UMA CARONA, SÓ QUE SAIO A MEIA NOITE, QUANDO O OUTRO VIGIA CHEGA. VC TEM MEDO DE ANDAR DE MOTO?




-RESPONDI QUE NÃO TINHA, QUE ATÉ GOSTAVA!
ELE FALOU QUE POR SORTE TINHA OUTRO CAPACETE. FICAMOS ALÍ SENTADOS NA GUARITA, PAPEANDO. ELE ERA MUITO EXTROVERTIDO, SE ABRIA TODO PRA MIM, COMO SE NOS CONHECESSEMOS A ANOS. E EU IA DISFARÇANDO E SEMPRE, DAVA UMA SACADA NAQUELE MACHO; ELE TINHA UM BELO VOLUMENO MEIO DAS PERNAS, E QUANDO ELE SE VIRAVA HORA OU OUTRA PRA CONFERIR O MOVIMENTO, OLHAVA AQUELA BUNDA REDONDA E DURINHA, A CALÇA DO UNIFORME SALIENTAVA AINDA MAIS SEUS ATRIBUTOS!
-LOGO FIQUEI DE PAU DURO!...-TENTEI DISFARÇAR CRUZANDO AS PERNAS, MAS ELE JÁ TINHA NOTADO, MAS FICOU NA DELE.
-ME PERGUNTOU SE EU MORAVA COM MINHA NAMORADA, E SE ELA ESTAVA ME ESPERANDO?
-DISSE QUE MORAVA SOZINHO, E QUE ELA NÃO ME ESPERAVA AQUELA NOITE.
PASSADO ALGUM TEMPO, O OUTRO VIGIA CHEGOU, SE ASSUSTOU UM POUCO COM MINHA PRESENÇA.
-JORGE ME APRESENTOU, DIZENDO QUE EU ERA SEU CUNHADO, E QUE ESTAVA TRABALHANDO NUMAS DAS EMPRESAS PRÓXIMAS.
-ESTRANHEI E NÃO ENTENDI!...APENAS CONSENTI COM A CABEÇA E CUMPRIMENTEI O VIGIA QUE SE CHAMAVA CARLOS; BEM MAIS NOVO DEVIA TER 26 ANOS, BONITO TBM MAS NÃO FAZIA MEU TIPO!
EU PREFIRO KRAS MADUROS!
BEM NOS DESPEDIMOSE PEGANDO OS CAPACETES, SAÍMO EM DIREÇÃO A MOTO. ELE MONTOU NELA E A LIGOU! ...EU SENTEI NA GARUPA E SAÍMOS. DURANTE A VIAGEM, FIQUEI UM POUCO TENSO, POIS ESTAVA COM MUITO TESÃO, E CONFORME ELE FREAVA A MOTO PARA PASSAR PELAS LOMBADAS, MEU PAU DURO O ENCOXAVA; PODIA SENTIR O CALOR DE SEU CORPO.
DEPOIS DE 20 MINUTOS, JA ESTAVA EM FRENTE DE MINHA CASA,DESCI DA MOTO E AGRADECI A CARONA, ELE TBM DESCEU...CONVIDEI ELE PRA ENTRAR E TOMAR UMA CERVEJA. ELE TOPOU.
AO ENTRARMOS, FUI ATÉ A GELADEIRA E VOLTEI COM AS CERVEJAS! PEDI LICENSA POIS PRECISAVA TOMAR UMA DUCHA PRA TIRAR O SUOR DO CORPO.
ENTREI NO QUARTO, QUE FICA DE FRENTE A SALA DEIXANDO A PORTA ABERTA, FUI RETIRANDO A ROUPA FICANDO SÓ DE CUECA, PEGUEI UMA TOALHA E FUI EM DIREÇÃO AO BANHEIRO. FALEI QUE DEIXARIA A PORTA APERTA PRA PODERMOS CONVERSAR.
-ENQUANTO TOMAVA A CERVEJA, ELOGIAVA MINHA CASA, E PERGUNTOU SE MINHA NAMORADA REALMENTE NÃO IRIA APARECER ALÍ, NAQUELA NOITE?
-FALEI QUE NÃO NAQUELA NOITE, E QUE PODERIA FICAR A VONTADE!
ELE VEIO ATÉ A PORTA, COMEÇOU A ME OLHAR! - FALOU:
-BOM JÁ QUE NÃO TEM PERIGO DELA APARECER POR AQUI, SERA QUE POSSO ENTRAR NESSA DUCHA TBM?
-ESTENDI A MÃO O CHAMANDO. ELE FOI RETIRANDO O UNIFORME EM MINHA FRENTE, REVELANDO UM CORPO PELUDO E DELICIOSO, RETIROU A CUECA,TINHA UMA SENHORA ROLA, 18CM E BEM GROSSA, JÁ DEMONSTRAVA O SEU TESÃO, E TBMUMA BELA BUNDA BEM PELUDA.
ELE ENTROU NO BOX, E JÁ FOI PEGANDO NO MEU PAU QUE ESTAVA DURAÇO. PUXEI ELE PRA JUNTO DO MEU CORPOABRAÇANDO-O, E LHE DEI UM BEIJAÇO, MOLHADO E COM VORAZIDADE...INVADIA SUA BOCA COM MINHA LÍNGUA.
-NOSSAS MÃOS PERCORRIAM NOSSOS CORPOS MOLHADOS, TENTANDO NOSDESVENDARMOS CADA VEZ MAIS, APERTAVA SEU RABO, E BRINCAVA COM O DEDO EM SEU CUZINHO, ELE REPONDIA GEMENDO E REBOLANDO EM MEU DEDO, SEU PAU ESTOCAVA MINHA BARRIGA, ELE FOI DESCENDO COM A LINGUA PELO MEU CORPO, CHEGANDO DE CARA COM MINHA ROLA, SEGUROU ELA FIRME, ME OLHOU NOS OLHOS E CAIU DE BOCA, ENGOLINDO TODO MEU PAU, ATÉ SENTI-LO BATER EM SUA GARGANTA.
SENSAÇÃO MARAVILHOSA VER AQUELE MACHO, ME CHUPANDO COM TODO AQUELE TESÃO, SEGUREI SUA CABEÇA E COMECEI A ESTOCAR SUA BOCA, ELE IA SE PUNHETANDO E GEMIA.
QUERIA FAZE-LO FELIZ! - PEDI PRA ELE SE DEITAR NO CHÃO, E FUI POR CIMA DELE, COMECEI A MAMA-LO ENQUANTO METIA COM VIOLENCIA EM SUA BOCA,ELE FOI INTRODUZINDO O DEDO NO MEU CU, QUE PISCAVA DE TESÃO.
-MUDAMOS D POSIÇÃO, ELE FICOU DE 4 E EU ABRI SUA BUNDA, COM AS MÃOS E COMECEI A METER NO SEU RABO COM A LÍNGUA. SEU CU TINHA UM GOSTO ENEBRIANTE, ERA DELICIOSO ENFIAR MINHA LÍNGUA BEM FUNDO NO SEU RABO.
-ELE GEMIA...SE CONTORCENDO, EU PUXEI SUA ROLA PRA TRÁS E DAVA UMA BELA MAMADA, SUA ROLA JA ESTAVA TODA MELADA. LEVANTEI E FUI ATÉ A GAVETA NA PIA, PEGUEI UMA CAMISINHA E DEI PRA ELE COLOCAR, ME DEBRUCEI NA PIA E ORDENEI!
-VEM MEU MACHO!!!!QUERO SER FUDIDO POR VC!!! VEM QUE KERO SENTI-LO DENTRO DE MIM.
-JORGE ME ABRAÇOU PELAS COSTAS, BEIJOU E MORDEU MINHA NUCA, E COM A MÃO FOI APONTANDO SUA VARA EM MINHA BUNDA.
-COMO VC KER QUE EU FAÇA MEU PUTO!!-SUSSUROU EM MEU OUVIDO.
-KERO QUE VC ME FODA COM PAIXÃO!!!!KERO SENTIR SUAS BOLAS ESTALAREM MINHAS COXAS!! VEM AMOR...FODE SUE PUTO!!!
ELE COM UMA ÚNICA ESTOCADA, ENTERROU TODO SEU PAU DENTRO DE MIM!
-DOEU MUITO, MAS ERA MUITO BOM SER FUDIDO POR AQUELE MACHO!
-ELE BOMBAVA FORTE, E CONTINUAVA BEIJANDO E ME MORDENDO AS COSTAS, O SAFADO SABIA FUDEU UM RABO, A CADA ESTOCADA ESCUTAVA SUAS BOLAS BATENDO EM MINHAS COXAS. DEPOIS DE UNS 15 MIN ME FODENDO, ELE RETIROU O PAU PRA FORA TIROU A CAMISINHA, AJOELHEI EM SUA FRENTE COM A BOCA ABERTA,ELE SE PUNHETAVA ATÉ QUE COMEÇOU A ESGUIACHAR SEU LEITE EM MINHA BOCA ROSTO E NARIZ, COM OS DEDOS RECOLHI SUA PORRA PARA MINHA BOCA E SUGUEI SUA ROLA DEIXANDOA LIMPINHA. ELE URRAVA DE PRAZER.
DEITAMOS NO CHÃO, E NOS BEIJAMOS ARDENTEMENTE!




DEPOIS DE UM BANHO, O CHAMEI PRA MINHA CAMA, ELE SE DEITOU DE BARRIGA PRA BAIXO; ERA UMA VISÃO LINDA, ELE ALI TODO PELADINHO EM MINHA CAMA, AQUELE CORPO TODO PELUDO.
ME APROXIMEI DOS PÉS DA CAMA COLOGUEI UMA CAMISINHA, E COMECEI A ESCALAR SEU CORPO PASSANDO MINHA LINGUA DESDE A SOLA DE SEUS PÉS PERCORRENDO PELAS SUA PERNAS, PASSANDO PELA SUA BUNDINHA PELUDA E CUSINHO, FUI SUBINDO PELA SUA COSTA LARGA, REPOUSEI MEU CORPO SOBRO O DELE, COM AS MÃOS ACARICIA SEUS CABELOS, E LAMBIA E ENFIAVA MINHA LINGUA EM SUA ORELHA.
-ELE APENAS GEMIA....
ME AJEITEI E FUI FORÇANDO MINHA PICA EM SEU RABO, QUE EMPINAVA E REBOLAVA, PRA FACILITAR A PENETRAÇÃO, QUANDO PASSOU A CABEÇA ELE SOLTOU UM GEMIDO BAIXINHO, QUASE UM SUSSURRO, MAS COM MUITO TESUDO, VOLTEI A EMPURRAR E LOGO CONSEGUI CRAVAR TODA MINHA ROLA NO SEU CU APERTADINHO, QUE SE CONTRAIA MASSAGEANDO MEU PAU.
-SEM TIRAR O PAU DE DENTRO DELE, VIRAMOS DE LADO, E COMECEI A FUDE-LO, COM MOVIMENTOS SUAVES, TIRAVA QUASE TODO O PAU, DEPOIS SOCAVA DE UMA SÓ VEZ BEM NO FUNDO!
-ELE DELIRAVA!!
-CARALHO....QUE PAU GOSTOSO VC TEM DIZIA...FODE ...FODE MAIS FORTE SEU PUTO! ...AI ...AI..AAII QUE TESÃO AMOR! VOU GOZAR!
ACELEREI O MOVIMENTO, E ELE GOZOU NOVAMENTE DERRAMANDO SUA PORRA EM MEUS LENÇOIS, EU JÁ ESTAVA QUASE GOZANDO:
-ME VIREI E LE VEIO E TIRANDO A CAMISINHA CAIU DE BOCA NO MEU PAU, ME PUNHETANDO COM OS LÁBIOS....MEU CORPO ESTREMECIA...O TOQUE DE SUA LINGUA ASPERA NA CABEÇA DO MEU PAU ERA INDESCRETIVEL, INUNDEI SUA BOCA COM MEU LEITE, ELE BEBEU GOTA A GOTA. DEITOU AO MEU LADO NOS BEIJAMOS, PODIA SENTIR O GOSTO DO MEU ESPERMA EM SUA LINGUA, E CAIMOS EXAUSTOS...DORMI COM O PAU DENTRO DELE.
ACORDAMOS CEDO. FIQUEI PREOCUPADO COM ELE, POIS TERIA PROBLEMAS EM CASA COM SUA MULHER. ELE DISSE PRA EU FICAR TRÂNQUILO, QUE DIRIA A ELA QUE TEVE QUE FICAR NO TURNO DA NOITE POIS O OUTRO VIGIA ESTAVA DOENTE.
FALEI PRA ELE:
-SERÁ QUE ELA VAI ENGOLIR ESSA DESCULPA?
-VAI SIM, JÁ ACONTECEU DE EU TER QUE COBRIR O TURNO DELE ANTES, É NORMAL!
ENTÃO JORGE E EU FOMO TOMAR UM BANHO, ONDE FUDEMOS E GOZAMOS DENTRO UM DO OUTRO NOVAMENTE.
TOMAMOS CAFÉ E ELE SE FOI!
CONTIUAMOS A SAIR OUTRAS VEZES, DURANTE AGUNS MESES, DEPOIS ELE FOI TRANSFERIDO PRA OUTRA EMPRESA POIS ERA TERCEIRIZADO, E COM O PASSAR DO PERDENDO TEMPO, FOMOS PERDENDO O CONTATO. POIS TBM SAI DAQUELA EMPRESA E ME MUDEI DE ESTADO.
MAS JORGE, COM CERTEZA MARCOU UMA PARTE DE MINHA VIDA!!!
AQUELAS TREPADAS QUE DEMOS DEIXARM SAUDADES...MOMENTOS INESQUECIVEIS!


DEI O CU PARA O VIGILANTE NORDESTINO DA AUTO ESCOLA

ERA MÊS DE OUTUBRO QUANDO ISSO ACONTECEU. PASSAVA POR UMA PRAÇA DA CIDADE DE JUAZEIRO BAHIA QUANDO AVISTEI UMA PLACA QUE ME CHAMOU A ATENÇÃO. ERA A PLACA DE UMA AUTOESCOLA. ELA ESTAVA BEM ILUMINADA E TINHA UMA JANELA ONDE EU PODIA VER O VIGILANTE POR DENTRO DO PRÉDIO.
PASSEI VÁRIAS VEZES EM FRENTE DO ESTABELECIMENTO, JÁ ERAM 23 HORAS QUANDO PASSEI EM FRENTE E PUDE VER QUE ELE SAIRA E ESTAVA POR FORA, SENTADO NUMA CADEIRA ACOLCHOADA COM AS PERNAS BEM ABERTAS E COMO SE COÇASSE O SACO. PAREI EM FRENTE E USEI A MINHA TÁTICA DE SEMPRE DE PERGUNTAR:
EU: BOA NOITE AMIGO POR FAVOR ME INDIQUE UM HOTEL MAIS PRÓXIMO ONDE EU POSSO ME INSTALAR POR ESSA NOITE.
VIGILANTE: CARA ESSA HORA É BEM DIFÍCIL DIZER UM HOTEL QUE ESTEJA RECEPCIONANDO HÓSPEDES. EU TENHO UM AMIGO QUE SABE MELHOR, MAS ESTÁ TARDE PARA LIGAR PARA ELE.
EU: OBRIGADO PELA A ATENÇÃO. ACHO QUE VOU TER QUE ME VIRAR SOZINHO. ADEUS.
QUANDO EU IA SAINDO ELE DISSE QUE SE EU QUISESSE ESPERAR ATÉ AMANHECER POR ALI ELE FICARIA DE OLHO NO CARRO E NINGUÉM MEXERIA COMIGO. MOSTROU-ME UM ESTACIONAMENTO. NÃO SE PELA MINHA BOA APARÊNCIA E MEU JEITO SEGURO DE CONFIANÇA. NÃO CONSEGUI RELAXAR. COMECEI A FICAR COM TESÃO A FLOR DA PELE, TANTO POR ESSE DESEJO COMO O MEDO DELE ESTAR PLANEJANDO ALGO PARA ME FERRAR. ROUBO OU QUALQUER COISA PLANEJADA. LOGO ELE SE APROXIMOU DO CARRO E COMO O VIA ME FIZ DE ESTAR DORMINDO. FOI QUANDO ELE BATEU NO VIDRO DO CARRO E FALOU:
VIGILANTE: TOMA UM CAFEZINHO AMIGO?
EU ME EXCITEI MAIS AINDA E NÃO CONSEGUI DISFARSAR MEU OLHAR NAQUELE HOMEM DE UNS QUARENTA E SETE ANOS,MORENO, COM BARRIGUINHA, COXAS GOSTOSAS E BRAÇOS PELUDOS E BARBA GROSSA. FOI ISSO QUE ME FEZ PARAR, JÁ QUE NÃO ERA TÃO BONITO DE ROSTO MESMO QUE NÃO SE PUDESSE DIZER QUE ERA FEIO. O CORPO VALIA O PERIGO. QUE ALTO E FORTE. EU EMENDEI SUA PERGUNTA COM MINHA RESPOSTA:
EU: QUERIA LEITE MORNO. (FIZ ISSO OLHANDO POR ENTRE SUAS PERNAS)
ELE DISFARSOU QUE NÃO TINHA ENTENDIDO MAS MESMO ASSIM COÇOU SEU MEMBRO E MARCANDO SUA ROLA NA CALÇA APERTADA. EU ADOREI A SAFADEZA DO CARA.
VIGILANTE: EU NÃO TENHO LEITE. SERVE O CAFÉ?
EU: NÃO MESMO?
VIGILANTE: O LEITE QUE TENHO VOCÊ NÃO VAI QUERER. OU VAI?
EU: OLHA QUE EU QUERO.
VIGILANTE: VOCÊ É VEADO? EU NÃO CURTO ISSO. SOU CASADO E SE MINHA MULHER SOUBER QUE COMI UM VEADINHO ELA MANDA ME MATAR.
EU: ELA NÃO PRECISA SABER E NEM MAIS NINGUÈM. EU SÓ QUERO BEBER UM LEITINHO.
NESSA HORA VEJO QUE A MARCA DA CALÇA AUMENTA MUITO E SUA EXCITAÇÃO JÁ NÃO DA PARA DISFARSAR. ELE MANDA EU ENTRAR NA ESCOLA PARA BEBER O CAFÉ E DIZENDO:
VIGILANTE: QUEM SABE SE LÁ DENTRO NÃO TENHA CAFÉ COM LEITE. VAI ENTRAR? VAMOS.
EU SAIO DO CARRO E O SEGUI PARA A PORTA DA ESCOLA. ELE ME LEVOU PARA UMA SALA DA ADMINISTRAÇÃO COM UMA MESA E UM ARMÁRIO QUE DAVA PARA VER O LADO DE FORA DA ESCOLA. QUANDO ELE ENTROU SENTOU NA CADEIRA ALCOCHOADAS QUE RODAM QUE ESTAVA DO OUTRO LADO DA MESA FINGINDO SER O PATRÃO, O QUE O DEIXAVA MAIS SEXY. ELE FOI INCISIVO:
VIGILANTE: ENTÃO QUER LEITE DE CABRA? CABRA MACHO DO NORDESTE É ISSO? SENTIU TESÃO EM MIM FOI? OU FOI PELA FARDA? AS PUTINHAS SEMPRE DIZEM QUE ESSA FARDA EXCITA. JÁ COMI ALGUMAS AQUI. NUNCA COMI UM CARA, POIS SOU CONHECIDO NA CIDADE E SE VAZA, EU TÔ FERRADO.
EU: NINGUÉM VAI SABER MESMO. SOU CASADO TAMBÉM E SOU MEMBRO DE UMA IGREJA EVANGÉLICA. QUERO SIGILO TAMBÉM.
VIGILANTE: ENTÃO COMO ESTAMOS CERTOS DE QUE NINGUÉM VAI SABER. VEM AQUI (ORDENOU). VEM LOGO E CHUPA MEU CACETE SEU VIADO. AGORA CHUPE GOSTOSO PARA VALER A PENA. NUNCA DEI MINHA ROLA PARA VIADO. DEVIA TE COBRAR POR ISSO NÃO É?
EU: VOCÊ VAI RECEBER MEU VIGILANTE SAFADÃO.
VIGILANTE: CHUPA CARALHO.
ELE DISSE ISSO ABRINDO APENAS O ZÍPER DA CALÇA, O QUE ME LEVOU AO DELÍRIO VENDO AQUELA ROLA SALTAR PARA FORA DA CUECA PRETA. ME AJOELHEI E PASSEI A LÍNGUA NAQUELA ROLA GOSTOSA, ENQUANTO ELE GEMIA E ESBRAVEJA PALAVRAS COMO:
VIGILANTE: VAI PUTINHA SAFADA ENGOLE MEU CACETE PORRA. VOCÊ VAI TOMAR LEITINHO SE ESFORÇAR PARA GANHAR. NÃO VAI SER FÁCIL, POIS DEMORO A GOZAR VEADO.
EU: QUERO LEVAR ESSA PIROCA NO CUZINHO TAMBÉM.
VIGILANTE: VAI AGUENTAR MEU CARALHO DE 19,5 CM NO RABO VEADO DE UMA FIGA? JÁ LEVOU UMA ROLA DESSA NO CÚ SEU FRESCO?
EU ME FAZENDO DE PURO E COM POUCAS EXPERIÊNCIAS PARA NÃO FRUSTAR MEU NOVO GOSTOSO EU DISSE QUE NÃO TINHA NÃO. QUE ELE ERA O MAIOR E SEU PAU PARECE QUE INCHOU AINDA MAIS NA MINHA BOCA.
VIGILANTE: ENTÃO TIRA A CALÇA ENQUANTO EU ENCAPO MEU CACETE PARA ENFIAR NO SEU RABO GULOSO VEADO.
AQUELA VOZ ROUCA E FORTE DE HOMEM DOMINADOR ME DEIXAVA SEM QUALQUER RESISTÊNCIA, MEU CÚ PISCAVA BASTANTE NESSA HORA. ELE DEPOIS DE COLOCAR O PRESERVATIVO VEIO EM MINHA DIREÇÃO COMO EU ESTAVA DESPIDO ME JOGANDO DEBRUÇADO NA MESA E APENAS CUSPIU NO MEU CU E NO PAU DIZENDO:
VIGILANTE: NÃO ESPERE QUE EU VÁ LAMBER SEU CU COMO EU FAÇO NAS XOXOTINHAS QUE EU COMO QUE EU NÃO VOU. BELEZA? O QUE EU QUERO MESMO É ME ALIVIAR ESSA NOITE E RASGAR SEU CU ATÉ O MEU COLEGA CHEGAR. QUEM SABE ELE NÃO TE COME TAMBÉM. ELE É BEM MAIS BONITO QUE EU E MAIS FORTE TAMBÉM.
EU: BELEZA.
ELE NEM DEIXOU EU ME PREPARAR E JÁ FOI FORÇANDO A ROLA CONTRA MEU CU QUE FAZIA RESISTÊNCIA POR QUE EU APERTA PARA QUE ELE NÃO VISSE QUE JÁ TINHA DADO MUITO MEU CUZINHO.
VIGILANTE: QUE CUZINHO APERTADO DO CARALHO. RELAXA CARA. DEIXA EU METER MEU PAU NELE. OU EU VOU TE RASGAR COM FORÇA, NÃO É DE ROLA QUE TU GOSTA CARAIO.
NESSA HORA APERTEI MAIS AINDA SÓ PARA VER SUA REAÇÃO E ELE FEZ AQUILO QUE EU DESEJAVA. ENQUANTO EU DIZIA QUE ESTAVA DOENDO ELE GRITOU E ACHO QUE SE TINHA ALGUÉM PERTO DALI OUVIU O GRITO:
VIGILANTE: TOMA VEADO.
ELE DISSE ISSO FORÇANDO DE UMA VEZ TODO O SEU CORPO DEPOIS UMA CUSPIDA FEROZ NO MEU CU QUE SE ABRIU PARA AQUELA TORA. ME SENTI ESTUPRADA PELO VIGILANTE. FINGIA ESTAR SENTINDO MUITA DOR, APESAR DE SENTIR MAS NÃO MUITA COMO ELE PENSAVA. ELE TAVA FELIZ POR ME CURRAR COMO DOMINADOR E EU DIZENDO:
EU: TÁ DOENDO PÁRA. TÁ DOENDO PORRA!
VIGILANTE: TÁ DOENDO? POIS VAI DOER AINDA MAIS POR QUE EU COMER MUITO ESSE CÚ E NÃO ESPERE QUE EU VÁ PARAR NO MELHOR DA FESTA. TOMA VEADO DO CÚ LASCADO DE UMA FIGA. ISSO É PARA NÃO FICAR BUSCANDO ROLA GROSSA PARA TE ARREGAÇAR. EU NÃO DISSE QUE NÃO AGUENTARIA MEU CACETETE GROSSO. AGORA É MINHA PUTINHA ARREGAÇADA. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
EU: PÔ CARA PÁRA UM POUQUINHO TÁ DOENDO. PÁRA. VOCÊ ME ESTUPROU SEU CAVALO.
VIGILANTE: AGORA VOCÊ VIU QUE NÃO DEVE BRINCAR COM OS CAVALOS SEU VIADO? TOMA AI A ROLA DO HENRICÃO. AS MULHERES FICAM LOUCAS POR ESSA ROLA, COMO VOCÊ TAMBÉM VAI QUERER VOLTAR SEMPRE. MAS DA PRÓXIMA VEZ, É PAGANDO. DESSA VEZ É AMOSTRA GRÁTIS.
NÃO DEMOROU PARA ELE ME COLOCAR EM OUTRAR POSIÇÕES, MAS QUE FICOU NA MINHA MEMÓRIA FOI VER AQUELE HOMEM ME COMENDO NA POSIÇÃO FRANGO ASSADO, ME OLHANDO COM A CARA DE QUEM QUERIA VER O SOFRIMENTO DE SUA PRESA. SEUS URROS ERAM ENLOUQUECEDORES E DAVAM UM MISTO DE TESÃO E MEDO. FOI ÓTIMA A FODA COM AQUELE VIGILANTE FARDADO.. ANTES DE GOZAR O VIGILANTE HENRIQUE SE DESPIU TODINHO E DISSE QUE TINHA UMA ORDEM:
VIGILANTE: QUERO QUE ME LAMBA TODINHO COMO UMA PUTINHA QUE TECLO NA INTERNET E VOU CHAMÁ-LO DE LANA STARCK. OK? TUDO BEM MINHA LANA STARCK?
EU QUERENDO PROVOCÁ-LO AINDA MAIS EU DISSE:
EU: NÃO. EU NÃO QUERO SER COMIDO COM VOCÊ PENSANDO QUE SOU MULHER. ME CHAME DE REINALDO MESMO.
NESSA HORA LEVEI UMA PORRADA NA CARA COM O COMANDO SEGURO SENDO PEGO PELO CABELO:
VIGILANTE: AQUI VOCÊ VAI SER QUEM EU QUISER QUE VOCÊ SEJA. NÃO DISCUTA AS MINHAS ORDENS SEUS VEADO, APENAS CUMPRA. EU DISSE QUE É PARA VOCÊ ME LAMBER TODINHO, ENTÃO LAMBA. QUERO QUE VOCÊ DEPOIS ME SUGUE ATÉ RECEBER O LEITE QUE TANTO QUER NA BOCA SEU PORRA!! CHUPA COM GOSTO, OK? LEMBRE-SE QUE EU ESTOU MANDANDO.
EU: TUDO BEM SEU SAFADO. VOU TE LAMBER E VÊ SE FODE MINHA BOCA DIREITO E NÃO FAZ COMO FEZ NO MEU CUZINHO NÃO. DEVAGAR.
VIGILANTE: MINHA LANA STARCK
COM ISSO ELE APENAS ME DEIXOU LAMBER SEU CORPO E SEGURAR SEU PAU COM A BOCA PARA FORÇAR MINHA CABEÇA CONTRA SOU ROLA E DIZER:
VIGILANTE: AQUI QUEM TEM QUE SABER COMO FODER UMA BOCA E CÚ SOU EU LANA STARCK. SEU VEADO DE UMA FIGA.
ELE FORÇOU TANTO QUE QUASE VOMITO NA SALA E FOI AI QUE ELE TIROU E COMEÇOU A PUNHETAR SEU PAU NA MINHA BOCA.
VIGILANTE: TEU LEITINHO TÁ CHEGANDO ABRE A BOCA CARALHO. TOMA MINHA PORRA SAFADA DA MERDA. ENGOLE TUDO E EU QUERO VER ESSA PORRA DESCENDO NA SUA GARGANTA.
ELE DEMOROU UNS CINCO MINUTO SE PUNHETANDO ATÉ QUE DISSE: VIGILANTE: ABRE A BOCA PIRANHA.
ELE SEGUROU MAIS UMA VEZ E PERCEBI QUE SUA ROLA TAVA TÃO LUBRIFICADA QUE NUM GOLPE DESLIZOU NA MINHA GARGANTE, DEPOISTANDO LEITE QUE QUENTE QUEFOI TANTO SAINDO ATÉ PELO MEU NARIZ, JÁ QUE ME SUFOCOU. ELE FICOU FELIZ POR TER FEITO AQUELE SEXO SELVAGEM COMIGO PELO QUE PUDE PERCEBER. ELE NÃO DISSE NADA DE QUE FOI BOM, MAS SEU SORRISO E QUANDO METEU O DEDO NO MEU CUZINHO COMO DESPEDIDA, DISSE:
VIGILANTE: ESSE CUZÃO ARROMBADO AGORA COMO É QUE É LEVAR A ROLA DE UM HOMEM DE VERDADE. AGORA LIMPA TUDO E SAI. EU VOU ME VESTIR E IR LÁ PARA FORA, JÁ DEMOREI MUITO AQUI DENTRO. SE LAVA SUA PUTA. TÁ COM A CARA TODA MELADA DA MINHA PORRA (RISOS).
ME SENTI A PIOR QUENGA DO NORDESTE NAQUELE MINUTO, MAS ESTAVA ADORANDO AQUELE DOMINADOR DE UMA FIGA. ELE TINHA ME REALIZADO PELA ORDEM SEVERA QUE COLOCARA NA RELAÇÃO. FOI EXTASIANTE PARA MIM. ME LIMPEI E AO SAIR FUI ATÉ ELE COM DUZENTOS REAIS E DISSE:
EU : TÁ AQUI PELO SERVIÇO. DÁ PRA PAGAR A FODA GOSTOSA?
VIGILANTE: PELO SEU DESAFORO AGORA VOCÊ VAI SER HUMILHADO, MESMO QUE EU ME FERRE.
SEM PERCEBER QUE O AMIGO DELE VINHA CHEGANDO JOGUEI O DINHEIRO NO COLO DELE E NOVAMENTE O IRONIZEI:
EU: NÃO QUERO QUE DIGA QUE NÃO PAGUEI PELO SERVIÇO SE DISSER PARA ALGUÉM.
VIGILANTE: AH É? LUCÃO SEGURA ESSE VEADO AI QUE ME DESAFIOU. TÁ A FIM DE COMER UM CÚ DE VEADO? EU JÁ COMI HOJE, MAS AGORA QUERO COMER DE NOVO COM VOCÊ OLHANDO E ELE VAI SE CONVENCER QUEM MANDA AQUI NESSA BIROSCA.
LUCÃO: SÓ SE FOR AGORA MANO. NUNCA COMI CÚ DE VIADO, MAS COMO VOCÊ JÁ PROVOU E VIU QUE ELE DÁ GOSTOSO.
TENTEI ME SAIR, MAS O AMIGO LUCÃO DO HENRIQUE ME SEGUROU FORTE E COMO ELE ERA FORTE MESMO, FOI ME LEVANDO PARA DENTRO DA ESCOLA JUNTAMENTE COM O MEU SEGURANÇA. EU TENTEI ME FAZER DE VÍTIMA DA SITUAÇÃO E ELES ADORARAM, ME FODENDO MARAVILHOSAMENTE COMO SEMPRE SONHEI COM DOIS HOMENS, MAS ISSO FICA PARA O PRÓXIMO CONTO.

SEXO NO CINEMÃO EM RECIFE COM UM COROA AMIGO DO MEU PAI

Certa noite fui dormir cheio de tesão após ter passado o fim da tarde no site Xvídeos, foi aí que resolvi pela manhã ir a um cine pornô em Recife (Cine Imperador). Estava a fim de bater uma olhando pros outros, aqueles caros mal encarados, alguns horríveis, enfim nada pessoal, mas queria vê-los. Ao entrar no cine pra minha surpresa não havia muita gente devido ao horário então subi ao primeiro andar e quando entrei na sala de filme gay vi uma cena que me chamou atenção em meio aos sussurros do filme um casal transava ali sem nenhum constrangimento o passivo gemia e ativo idem, vez enquanto um corajoso ia lá ao passivo e dava a rola pra ele chupar e saia. Fiquei ali sentado no meu canto observando e me acariciando por cima da calça. A Excitação era enorme, mas não queria gozar logo. Passada uma hora e meia e já era quase horário de almoço o cinema começou a encher com os aventureiros que saem de seu trabalho no centro do Recife pra dá uma rapidinha no pornozão. Em meio aos desconhecidos de repente alguém me segura pelo braço e fala meu nome em meia penumbra, na hora gelei! Quando olhei era Um amigo de papai que chamarei de Eduardo. Na hora me perguntou o que eu fazia ali? Respondi-lhe o mesmo que você! Ele sorriu e disse tá. Quis puxar conversa comigo, mas de repente alguém chega perto dele e começa a conversar e ele olha pra mim e apresenta um amigo de trabalho. Este é Marcelo um amigo de trabalho e punheta ambos riram. E o Marcelo perguntou: E este quem é? Logo Eduardo falou: É filho de um grande amigo e outro retrucou: tá. Logo Marcelo sumiu e Eduardo na lata perguntou: Nandinho tenho duas horas de almoço e preciso procurar alguém pra me dar uma chupada gostosa e dá uma boa gozada me comeu com os olhos e saiu. Fiquei zonzo com tudo, pensei em sair Dalí na hora, pois conhecia Eduardo desde menino, briquei com seus filhos conheço sua esposa... Enfim varias coisas passaram em minha cabeça, foi aí que então pensei! É a palavra dele contra a minha e se ele quer uma chupada eu poderia dar afinal amo coroas e ele não é de se jogar fora. Edu Era um cora de uns 50 anos em forma, branco, cabelo grisalho bem cortado, cheiroso e lembro que quando íamos ao clube com nossas famílias suas pernas eram grossinhas porem ele não tinha pelos no corpo. Ao passar pela parte “hetero” o que é só fachada o vi num cantinho com seu amigo Marcelo que aparentava ter uns 38 anos com o pau pra fora e um viadinho chupando os dois, em meio a orgia que rolava no cinema o que eles faziam era imperceptível, fui chegando perto e quanto ele me viu ali olhando e salivando, pegou a cabeça do rapaz e empurrava com força a pica em sua garganta enquanto o amigo punhetava e me olhava também, nisso o rapaz disse assim não , não quero mais se levantou e saiu. Na hora meio que hipnotizado me agachei e fiquei a admirar aquele pintão era grande, grosso, cabeçudo do jeito que eu gosto enquanto que o do seu amigo era menos, mais grosso cabeçudo e cheio de veias. Na hora mamei e seu amigo foi chegando e fiquei ali com as duas picas na boca. Outros caras tentaram se chegar, mas eles não deixaram. Levantei-me de supetão e perguntei a eles se estavam a fim de ir ao quarto, pois poderíamos alugar um no primeiro andar. Pra minha surpresa Marcelo disse já é se recompôs e foi alugar quarto. Ao voltar fomos ao quarto e quando cheguei feito lobos eles tiraram a roupa e ficaram de cuecas e pediram pra eu ficar nú. Só que fui com uma cueca que deixa bunda de fora e na hora Eduardo disse Viado safado! Sempre soube de você e me arrependo de não ter tirado seu cabaço do cú. Deveria ter investido! Quando os fitei as cuecas pareciam que iam explodir com os pintões dentro, foi aí que fiquei de costas segurando a parede em cima da cama e lês começaram a me bulinar, morder minhas nadegas inclusive Marcelo disse: bundinha cheirosa veio preparado pra levar Pica hein! Respondi claro... Sempre! E Eduardo falou vai levar. Ajoelhei-me na cama e agora eles em pé comecei a tirar suas cuecas e mama-los. Tirava uma pica e depois colocava a outra, às vezes as duas muito gemido , pois é minha especialidade chupar Pica até que Marcelo disse, vou provar o cú. E Eduardo como se não entendesse ficou olhando Marcelão me por de frango assado na beira da cama, se ajoelhar no chão e me línguar todinho. Ele ia Fundo enquanto Edu se punhetava até que eu olhei pra ele e disse experimenta também! Ele disse não. Aí falei tu chupa buceta? Ele disse sim ! Aí falei então qual o problema. Foi aí que Marcelo disse vem Duzão prova tá uma delicia. Aí ele veio de mansinho e começou só com a pontinha da língua depois parecia que iria entrar, contudo, me dedaram demais até que pegamos camisinha e começamos a fuder meu cu! O primeiro foi Eduardo alí mesmo de frango assado eu gemia e ele também, logo veio o outro ficamos trocando de posição e de fudedor. Até que em certo momento Marcelo não aguentou e tirou a camisinha e gozou no meu rosto. Exausto se deitou e ficou a olhar eu e Eduardo. Teve uma hora que Edu sentou numa cadeira e eu sentei em seu pau de frente pra ele e olho no olho e começamos a falar safadezas, até que ele me beijou, da cama Marcelo disse que cena linda eu quero. Levantou-se e nos beijamos os três, foi aí que Eduardo disse que iria gozar, então pedi pra Marcelo deitar novamente na cama e em cima dele me empinei pra Edu me comer e gozar , pois sempre tive vontade de está entre dois machos. Na hora as estocadas começaram a ficar mais fortes até que Eduardo levantou rapidamente pôs a pica na boca de Marcelo “pra minha surpresa” e gozou eu não resistir e quis receber jatos também. Gozei sem me tocar deixando minha cueca toda melada. Eu e Marcelo ainda nos beijamos até que ele engolisse toda a gala, tomamos banho nos beijamos, falamos de repetir, trocamos telefone e saímos como se nada tivesse acontecido. Pra minha surpresa a noite meu telefone toca e era Edu perguntando quando poderia dormir comigo em minha casa, mais isso não sei se vou permitir!